quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Entrevista com Adriana Rocha - Autora de: V DE VAGINA

Em 18/05/1973 nasce, na cidade de Mogi das Cruzes – SP - Adriana Batista da Rocha, filha de Dina Batista da Rocha e Calisto José da Rocha  -  que nasceram em Teresina - Piauí,  - lá tiveram 4 filhos e com menos de 25 anos vieram trabalhar e tentar a sorte em São Paulo.
Calisto era laminador, Dina costureira e dona de casa  -  vieram para São Paulo na década de cinquenta,  -  tiveram mais cinco filhos entre eles, Adriana, a caçula.
Desde pequena, ainda no jardim de infância demonstrou que tinha intimidade com as letras, antes dos quatro anos de idade aprendera a ler e logo depois a compor versos e poesias.
Em 1987 recebeu  seu primeiro prêmio literário em primeiro lugar em um concurso de redação entre alunos das 7ª e 8ª séries das escolas estaduais da região do Alto Tietê.
Continuou seus estudos longe da poesia e literatura, fez enfermagem, mas pouco antes de concluir deixou seus textos invadirem o universo virtual e resolveu viver única e exclusivamente da escrita.
Lançou seu primeiro livro Eu Te Acompanho Até a Cruz e sequencialmente Afinados por Deus, (edição especial) onde falava de drogas, câncer e valores diferentes dos quais a sociedade nos mostra.
Pouco tempo depois foi descoberta pelo extinto Jornal Rádio Revista e teve a direção da coluna cultural onde colocou foco nos artistas regionais, também escreveu para a Revista Mulheres Que Comandam e atualmente escreve para a coluna da Aradiola.
Fez um trabalho em orfanatos onde se inspirou para contação de histórias e contos infantis, depois lançou o polêmico V de Vagina - Sexo e Romance, duplamente premiado e três novos títulos também em 2014.
O respeito com que trata a literatura quase a fez desistir de publicar suas obras. Detalhista, ela chegou a pensar em desistir da ideia de assumir-se escritora, mas se convenceu a mandar sua primeira obra como estava e o resultado foi um livro muito bem elaborado que encantou o público e se tornou rapidamente um sucesso assim como as obras publicadas depois.
É um romance erótico e conta a história de Lívia, uma escritora bem sucedida que precisou tirar 5 dias fora da cidade para criar a essência de uma nova história a pedido da editora. Nesta viagem, conhece Rafel, um homem forte, viril e bem resolvido; juntos eles viveram um romance cheio de carinho, lealdade, cuidado e sexo.
Lívia é uma linda mulher e muito bem resolvida que viveu o desabrochar da sua sexualidade, apenas depois de escrever um conto erótico e passou então a viver as emoções de acordo com seus desejos. Eles vivem um romance de cinco dias regado a sexo e momentos inesquecíveis. Há quem diga que eles se apaixonaram um pelo outro, mas não deram o braço a torcer, há quem diga que não, mas uma coisa é certa: viveram um romance erótico daqueles de causar inveja.


Olá Adriana. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
Eu já havia escrito vários gêneros, e numa conversa com um amigo "Richard" ele me sugeriu que escrevesse um romance erótico, foi como uma brincadeira e acabou que o título acabou fazendo mais sucesso que imaginava e com isso dois prêmios em menos de um ano.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Este ano eu lancei 4 títulos, um pela Mundo produções  - que é o erótico -  e mais 3 títulos na FLISI - Feira do livro da Serra do Itapety, esses eu publiquei com meu próprio selo. Para 2015 eu quero só trabalhar os livros infantis que estão em meu computador, são 8 livros infantis e pretendo ilustrar todos.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
É muito ser escritor, gratificante!! Fácil não é, mas acredito que nada seja fácil, porém nem tudo pode proporcionar realização pessoal, partindo deste princípio me sinto privilegiada por ter sido escolhida pelas letras, poucas coisas me dão tanto prazer como escrever. Eu acho que somos um país de muitos leitores, muitos. São tantos os autores internacionais que vendem milhões de cópias aqui no Brasil, eu não posso me queixar da resposta que tenho com meus títulos, mas nunca vendi 500 mil cópias. Acho que as editoras precisam que pegar forte com a divulgação das obras como fazem os estrangeiros.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Através da Mundo Produções, que gostou do meu romance e foi ai que tudo começou.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Meu livro merece muuuito ser lido, muitas mulheres se identificaram com Lívia, muitas mulheres despertaram a Lívia que existe dentro delas, desfrutando dos prazeres que o sexo proporciona sem culpas e com muita sensualidade.

Aos meus leitores: Sexo é bom e faz bem pra pele, pratique...

Obrigado pela sua participação.

Um comentário:

  1. Olá!

    Adorei a entrevista! Parabéns!
    A Adriana Rocha, ou Drica para os íntimos é uma graça, uma fofa! e merece todo meu respeito, apoio e carinho!

    Abraços!

    Daniel Moraes
    http://irmaoslivreiros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir