sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Entrevista com Newton Nazareth - Autor de: REFLEXÕES E PENSAMENTOS POÉTICOS


Sou formado em Administração de Empresas e tenho atualmente 78 anos de idade, dos quais a metade foi dedicada ao trabalho na grande multinacional Cia Nestlé, na qual desenvolvi uma brilhante carreira. Admitido como um humilde Emissor de Notas Fiscais, eu cumpri etapas em cargos intermediários, até chegar a Gerente de Logística/Administrativo, quando requeri a aposentadoria.
Como sou músico era sempre requisitado nas festas de fim de ano da Empresa para participar das brincadeiras, durante as confraternizações e nessas oportunidades eu criava os textos dos jograis e das sátiras, que sempre tinha como enredo principal os fatos marcantes acontecidos no ano que se encerrava.
Foi aí que descobri o meu talento para o lado literário e passei então a escrever poemas, crônicas e contos sobre o cotidiano, a natureza, temas abstratos, etc... Atualmente disponho de um acervo de aproximadamente 200 obras, que são destaques em inúmeras Antologias.
Paralelamente venho desenvolvendo a atividade de músico. Toco Bandolim, sou amante do Chorinho Brasileira e gravei um CD solo deste estilo musical em 2005, com o título de “Tributo aos Monstros Sagrados do Choro”, em homenagem aos Grandes Mestres da Música Popular Brasileira, e já disponho de um projeto em fase final para gravar o segundo.
Não podia deixar de registrar a grande influência que tive da minha amiga e professora Teresa Drummond, pelos valiosos ensinamentos que me foi transmitido com a sua sabedoria invulgar. A Mestra Teresa dispõe de um conhecimento imensurável da literatura em geral e consegui assimilar muitos dos seus conceitos, os quais são os responsáveis pela minha obra e consequentemente as minhas conquistas.


Numa frase se exprime um pensamento... Num parágrafo se faz uma comunicação formal... Numa página se narra um fato... Num livro se mostra o ego e tudo que está latente no seu interior.
E foi assim, aos poucos fui construindo esse simples projeto, colocando cada dia uma ideia no papel, como se fosse o assentamento de um tijolinho numa construção.
Hoje eu tenho uma obra pronta com título “REFLEXÕES E PENSAMENTOS POÉTICOS”, cujo conteúdo traduz a minha visão, da essência da vida e o realismo do nosso cotidiano, através de uma linguagem poética, utilizando, sobretudo um estilo próprio e com características especiais.
É o meu primeiro trabalho literário e confesso que tive insegurança e muitas dúvidas, mas graças aos inúmeros prêmios conquistados nos últimos anos, julgados por expoentes da literatura  e principalmente o incentivo dos familiares e amigos, decidi expor toda matéria ao público leitor através do presente livro.
Faço um registro especial em homenagens póstumas nas poesias: “DONA NAIR - NOVE DÉCADAS”, minha querida e saudosa mãe, NAIR DE SOUZA NAZARETH, que nos deixou em março/2005 e “UM SETE CORDAS CALADO”, ao grande músico e amigo JAIME MENDONÇA, que partiu em fevereiro/1992.
Também na poesia “SAUDOSA INFÂNCIA”, abri um parêntese para relembrar fatos importantes que vivi, quando criança junto aos meus familiares, que foram a base na formação do meu caráter.
Enfim, posso dizer que em cada linha tem um pedacinho de mim.

Olá Newton Nazareth. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
Reflexões e pensamentos poéticos traduz a minha visão da essência da vida e o realismo do nosso cotidiano através de uma linguagem poética, utilizando, sobretudo, um estilo próprio e com características especiais.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
É claro que os meus projetos existem, mas depende muito da repercussão do primeiro trabalho. Disponho de material para publicação de um livro de crônicas, mas tudo será pensado após os resultados da obra recém-lançada. O meu desejo é desenvolver outros projetos no universo literário. Tudo depende dos fatos que acontecerão. O futuro a Deus pertence.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Hoje estou aposentado e desenvolvi uma carreira vitoriosa como executivo numa Multinacional e estou entrando neste mundo agora. Posso afirmar que a sobrevivência é muito difícil e poucos alcançam o reconhecimento do público. Infelizmente estamos inseridos numa Sociedade, cujos valores estão voltados para atividades que priorizam a vulgaridade, talvez pelo baixo índice de educação, cultura e, sobretudo, escolaridade. A mídia especializada que é a responsável para veicular iniciativas com essência cultural de alto nível, prefere se voltar apenas mediocridades de repercussões  escandalosas para desfrutar do aumento das vendas dos seus jornais ou crescimento nos índices de audiência.

 Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Fiquei sabendo através do site “Concursos Literários”, que divulga a existência de Concursos literários.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
É lógico que merece ser lido e gostaria muito que a minha mensagem alcançasse uma quantidade de leitor bem próximo dos grandes “best sellers”. O conteúdo mostra reflexões sobre o cotidiano e a visão particular da realidade do mundo contemporâneo. Todos os conceitos estão escritos numa linguagem leve e receptiva às pessoas de bom gosto. É claro que as ideias foram grafados obedecendo rigidamente aos valores rítmicos e rímicos da doutrina poética

Obrigado pela sua participação.

Um comentário:

  1. Newton, que bela entrevista. Parabéns.
    Seu livro reflete sua história de lutas e conquistas e é claro que merece ser lido.
    Lhe desejo sucesso em mais esta grande conquista.
    Abraço.

    ResponderExcluir