segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Entrevista com Danielli Kolossoski - Autora de: SOBRE O MUNDO

Nascida em São Paulo, na Vila Mariana e formada em Publicidade e Propaganda. Sempre gostou de saber, de aprender. Nunca se conformou com o comodismo das pessoas em relação à vida, com a falta de questionamento e com a normalidade de aceitação do que é imposto. O conformismo não fez parte de seu cotidiano. Sempre enxergando mais além, começou a entender que possuía maior sensibilidade e percepção das coisas. Tendo sua sensibilidade aflorada, passou a analisar o mundo e o seu cotidiano, à sua forma. Aos 16 anos, apaixonou-se pela literatura. Mergulhada em muitas leituras, inicia seu processo de escrita e, a partir daí, participou de diversos cursos de literatura e escrita, palestras, estudos de grupo e muitas pesquisas.
Organizando seus textos, eis que surge aqui esse singelo livreto com seus inícios de escrita.

Um livro  de reflexões, análises, observações. Fala sobre diversos assuntos. Sobre o Amor, amores possíveis, amores impossíveis, amores vividos e não correspondidos. Um livro que trata da realidade assim como ela se apresenta. Nua e crua. Relata a sociedade escravizada em que vivemos, a falta de coragem das muitas pessoas que dentro dela se espremem,mesmo não estando contentes,sobrevivendo. Amadurecimentos sobre a vida,pontos de vista da autora em relação a muitos acontecimentos do cotidiano de todos nós mas, que muitas pessoas nunca parar para se darem conta. Nunca sequer pararam para pensar. Nesse livro, depois de muitas observações, análises e vivências, a autora passa a sua visão de mundo. Tão peculiar como se enxergasse através de uma grande luz ótica onde muitos podem ver, mas poucos conseguem enxergar.

Olá Danielli. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
O meu livro trata sobre as situações do cotidiano. Sobre os acontecimentos e o meu ponto de vista sobre isso.
Eu já escrevia por escrever, pra mim, sozinha. Lia as coisas e fazia sempre uns resumos sobre o que eu havia lido. Até que um dia eu pensei em tornar aquelas minhas escritas em livro.
A partir disso comecei a buscar informações até que deu certo e eu publiquei meus textos.
O público para a minha obra, eu diria que são para todas as pessoas que tenham interesse em ler qualquer tipo de assunto. Para pessoas que gostam de pensar sobre a vida e sobre o que as cercam.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Com certeza é o primeiro livro de muitos!
Já estou trabalhando em cima de outro livro que pretendo conseguir finalizá-lo ainda esse ano de 2015. Preciso vencer sempre a minha falta de disciplina e a procrastinação. Pelo que leio, esse é quase um mal dos escritores e, ao mesmo tempo, fico mais feliz, por saber que acontece o mesmo com todos.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Com certeza uma vida sim, muito difícil.
Por mais que se tenha aumentado o número de vendas de livros, ainda assim poucas pessoas tem o hábito de ler. O incentivo à leitura é pouco valorizado, os que falam que leem, quase não leem nada. Tirando os queridinhos da mídia, que devem ter uma vida financeiramente melhor e até certo glamour, coisa que para mim, não é o que eu pretendo. Prefiro o anonimato e meus livros chegando a muitas pessoas.

 Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Eu comecei a pesquisar sobre editoras. Pesquisei muitas pela internet. Escolhi o nome de duas que mais me chamaram a atenção, por pura intuição mesmo. Solicitei informações e tive que tomar uma decisão em qual eu iria escolher. Pensei em decidir a que eu sentisse que deveria ser...e foi o que eu fiz e, escolhi a Scortecci. Depois do meu livro publicado, eu descobri que uma das minhas primeiras professoras de um dos meus cursos de escrita, havia publicado um livro pela Scortecci também. Daí pensei:
"Ah, com certeza fiz a escolha certa!".

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Claro! Porque fala sobre assuntos que vivemos diariamente, manipulados por uma sociedade falida e que, por estarmos dentro desse miolo, nem paramos para pensar. Muitos também não querem pensar. Preferem continuar indo... mesmo sem saberem para onde ou por já estarem sobrecarregados de suas funções ou não terem como mudar suas vidas para tentarem viver melhor.
Mas também falo sobre amor, um tema que todos os seres humanos almejam ter, mas que nem sempre é para todos. O erro da grande maioria é viver em função dele, do amor, e esquecer-se de viver suas vidas e de se ouvirem e terem o amor como meta ou objetivo. Enfim, um assunto complexo que sempre dará vários livros.

Obrigado pela sua participação.

Um comentário:

  1. Muito legal sua entrevista Danielli (apesar de ter tomado conhecimento somente agora). Os temas que você aborda em seu livro são muito pertinentes e atuais. Desejo muito sucesso em sua trajetória, o que, assim como você bem frisou, representa pessoas efetivamente lendo seu trabalho e não glamour e holofotes. Abs.

    ResponderExcluir