terça-feira, 31 de março de 2015

Entrevista com Valentim de Souza - Autor de: VENTURAS E DESVENTURAS DE UM EX-ESQUERDISTA


Nascido em Natal (RN) no ano de 1934, morei nas capitais dos estados de RN, AL, PE, RJ e SP. Moro atualmente em São Paulo, Capital. Estudei na Universidade do Brasil, sediada no Rio de Janeiro, na época em que a cidade/estado era a Capital Federal. Cursei a Faculdade Nacional de Filosofia e Curso de Extensão Universitária de Jornalismo. na cadeira de Línguas Neo-latinas. Na linha de Educação Continuada cursei um Programa de Marketing para Executivos, na Universidade de New York (USA).


Trata-se de uma autobiografia, com relatos voltados para a atividade de política estudantil como dirigente de entidades representativas. Atuação também em atividades político-partidárias, sem pretensões eleitorais de plano pessoal.Reflexões sobre diversas fases da política nacional, desde a década de 1940 até os dias atuais.






Olá Valentim. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
Uma autobiografia em que expresso momentos de vivencia, particularizando as atividades políticas, no plano de política estudantil, onde participei da direção de entidades como AMES - Associação Metropolitana de Estudantes Secundários, UBES - União Brasileira de Estudantes Secundários e UNE - União Nacional dos Estudantes.
Relato ainda participação na política partidária fazendo campanha de candidatos a cargos executivos e legislativos, sem, contudo, pleitear candidatura pessoal e nenhum cargo eletivo.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
É o quinto livro publicado. Os dois primeiros são livros de contos. Os dois seguintes se constituíram em coletâneas de biografias, com apresentação compacta, retratando pessoas de vidas exemplares. A maioria delas são pessoas desconhecidas do grande público, porém com uma história de vida digna de registro para orgulho de seus descendentes. Justificando esses perfis receberam os títulos de "Pessoas do Bem" Volume 1 e Volume 2.
O sonho de ter filho e plantar arvore já tinha sido realizado, mas só após a maturidade surgiu a minha necessidade de escrever. Essa atividade foi estimulada por amigos e virou um projeto permanente, enquanto Deus me der a lucidez e a inspiração desejada.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
É uma luta árdua, mas acredito no jargão popular que vi estampado em um para-choque de caminhão, que dizia: "A vida é dura para quem é mole".

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Por indicação de amigo e pesquisa na Internet.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Acredito que sim. Muito particularmente por meus familiares e amigos que conhecem parte de minha vida e parte de minha luta. Defendendo ideais de Justiça Social e redução das desigualdades que, embora choque muitas pessoas, continuam imperando pela ambição da maioria e indiferença dos menos esclarecidos.
Por outro lado, a mensagem maior é não deixando morrer a esperança de dias melhores, mesmo que esses dias cheguem depois de eu estar em outra dimensão.]

Obrigado pela sua participação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário