quinta-feira, 9 de abril de 2015

Entrevista com Joseph Soares - Autor de: ZYMKAH - A saga de um guerreiro

Nasceu na Fazenda Cambará, fez o ginasial e primeiro científico em Garça, terminando o secundário em São Paulo. Cursou Matemática. Entrou no Banco do Brasil através de concurso em 1964 se aposentando em 1994. Fez diversos cursos na área esotérica e sempre teve muitas visões com seres de luz. Compositor com dois CD gravados, músico e escritor.




Trata-se de uma autobiografia onde o autor discorre sobre sua vida em uma fazenda de café, seu esforço para se formar, a procura de um emprego, sua atividade política e encerra contando a  história de suas visões depois que entrou para a área esotérica. No final conta a história de suas canções. É a narrativa da procura de um homem.






Olá Joseph. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
Trata-se da minha autobiografia - um cidadão comum, onde são narradas as travessuras na fazenda onde nasci, meu esforço para estudar, a entrada por concurso no Banco do Brasil, onde trabalhei de 1964 a 1994, a entrada na vida esotérica e no final conto a história de minhas canções. Como foi uma existência rica de acontecimentos marcantes, julguei interessante colocar no papel esta experiência e se destina ao público em geral, principalmente funcionários do Banco do Brasil a aos amantes do Esoterismo.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
O material produzido para essa biografia foi tão vasto que foi necessário imprimir somente uma parte. Penso em estar trabalhando o material excedente, com calma e produzir outra obra ainda para o final deste ano.
Não sinto como a realização de um sonho, apenas mais uma etapa cumprida. Outras obras surgirão, com certeza.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Apesar destes senões, não podemos desanimar e devemos continuar a produzir cada vez mais.
Um dia, o País poderá mudar o seu foco e começar a investir mais na Educação, a exemplo de Japão, Coreia do Sul e outros que somente conseguiram crescer depois que a Educação foi tratada como merece. Não ficaremos obtusos eternamente.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Antes de chegar à Scortecci peregrinei por diversas editoras e poucas se interessaram pela minha obra, por ser uma autobiografia. No entanto, uma grande amiga, Jeanete Pontes sempre me incentivou e me ajudou na busca de outras, até que se lembrou de um contato telefônico com a Scortecci, dando-me o telefone de Paola, a primeira pessoa com quem me comuniquei. O desfecho todos sabem.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Merece ser lido. As pessoas gostam de saber a história de vida de celebridades. No entanto, provo que todos nós merecemos contar nossa história de vida, nossas derrotas e nossas vitórias, mesmo não sendo celebridades. Tais histórias podem ser até mais emocionantes do que a dos figurões.

Obrigado pela sua participação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário