quarta-feira, 27 de maio de 2015

Entrevista com Ana R. Costa - Autora de: DE VOLTA PRA CASA

Ana R. Costa
É brasileira, natural de Conceição do Canindé- PI nasceu em 25 de dezembro de 1962. Desde 1980 mora em Petrolina no Pernambuco. É assistente administrativa numa empresa de planos assistenciais e presidente de uma organização de mulheres em sua igreja. É também dona de casa e esposa.
 As letras sempre a encantaram e junta-las formando palavras de forma poética é o que motiva o seu viver.
Publicou nas antologias da Câmara Brasileira de Jovens Escritores: Soneto da Agonia (vol. 64); Vontades (vol. 68); O tempo e eu (vol. 72) entre outros e ainda.
No Livro de Ouro da Poesia Brasileira Contemporânea edição 2010 (Solidão); Versos Verdes edição 2010 (O Tempo Não Passa) e em Os Mais Belos Textos de Natal edição 2010 o conto “O Espirito de Natal”.

é um livro surpreendente e emocionante. Acima de tudo é um livro que retrata a vida como ela é: cheia de percalços e desafios, mas com grandes possibilidades de sucesso. Tem a família como plano central, onde tudo acontece em torno dela e sob a influência e proteção de um pai amoroso. A religião pura e verdadeira é abordada como algo determinante na busca pelo sentido da vida. Com ela, encontramos o proposito de se estar aqui e, como consequência, gozamos paz e alegria nesta vida, mesmo quando há problemas e dificuldades. A obra mostra a busca incessante e o encontro depois de anos de sofrimentos, com um Deus misericordioso, que na verdade, sempre esteve presente. Um Pai Celeste que ouve e atende as orações de seus filhos.
Olá Ana. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
“De Volta Pra Casa” é abrangente, trata de questionamentos pessoais quando muitas vezes nos perguntamos de onde viemos, por que estamos aqui e para onde iremos depois daqui. É um livro espiritualizado, ou seja, busca responder à base das Escrituras (Palavra de Deus) o proposito da vida. Trás uma mensagem de positivismo e superação quando se tem os olhos fitos em algo maior de que simplesmente esta vida. “De Volta Pra Casa” traz uma esperança mesmo quando tudo parece perdido. Sua mensagem é real, é verdadeira.
A ideia de escrevê-lo surgiu há muito tempo, alias, que eu me lembre tenho este drama/romance em minha mente desde minha mocidade. Hoje estou com 53 anos e demorei demais pra conseguir externa-lo. Porque, embora o enredo estivesse em minha mente eu não sabia como começar. No inicio de 2010 ao estabelecer minhas metas para aquele ano resolvi que começaria de um jeito ou de outro. E comecei. O mais incrível é que as ideias fluíam mas, eu tinha pouco tempo pra escrever mesmo porque eu estava escrevendo à mão e levei aproximadamente o ano todo para termina-lo e mais seis meses para digitá-lo.
A obra destina-se ao público em geral, a todos que gostam de um bom drama, de uma linda historia de amor, enfim, este livro foi escrito com o coração e com a alma, e tudo que quero é tocar o coração e a alma dos que se encontram angustiados e perdidos em si mesmos.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Na verdade eu espero que seja o primeiro de muitos. De fato, eu já tenho um segundo livro praticamente pronto. São poemas. Mas tenho em mente outros livros. São ideias bem interessantes inclusive com sinopse. Só preciso de mais tempo para fazer aquilo que realmente amo fazer: escrever.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Bem, como falei anteriormente levei proximamente quatro anos depois de terminado o livro, pra consegui publicá-lo. E olha que tentei incentivo cultural, mas sempre barrei nas dificuldades. Logo, vida de escritor no Brasil onde a cultura da leitura não é valorizada, é realmente muito difícil. Acredito que poucos escritores conseguem sucesso.
Entretanto, aprendi nestes meus anos de vida que nada é impossível àquele que acredita em si mesmo e em seu trabalho. Se o livro tem uma mensagem boa e verdadeira, as pessoas vão querer lê-lo e passara para outros que também sentirão o desejo de ler.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Nestes quatro últimos anos pesquisei tudo quanto é editora na internet, participei de concursos literários, etc. A Scortecci Editora foi a que mais me agradou pelo seu histórico, pois tem toda uma logística que vai desde a edição até a divulgação através das livrarias conveniadas, sites e blog. Sem contar que, quem sabe, poderei um dia ser convidada para estar numa bienal do livro. O que seria maravilhoso. Creio que é o sonho de todo escritor.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
O meu livro deve ser lido. Não só uma vez, mais, duas... três... quatro... tantas vezes quanto ele consiga ainda te emocionar e te fazer chorar.
Durante todo o tempo em que o escrevi me emocionei com as situações por que me coloquei “no lugar de”. Chorei todas as vezes que o li, e não foram poucas, pois o corrigi muitas e muitas vezes.
A minha mensagem especial para meus futuros leitores é que o livro traz conforto, paz e perseverança, e a certeza de que um amor verdadeiro rompe todas as barreiras e continua mesmo depois da morte. As referencias escrituristicas e a mensagem central esta endossada em verdades divinas e, portanto eternas.

Obrigado pela sua participação.

5 comentários:

  1. Ma verdade sei livro faz com que aa emoção do nossp ser flua..Eu mesma chprei,dei muitas rizadas,,pude sentir algo relmente bom...um dos melhores livros que já li.Gostei mesmo e olha ja estou na espectativa do proximo,ta bom?Rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. muito bom Elizete. Que bom que você gostou do livro. Grande abraço.

      Excluir
    2. muito bom Elizete. Que bom que você gostou do livro. Grande abraço.

      Excluir