sexta-feira, 19 de junho de 2015

Entrevista com Cristiane Navarrete Tolomei - Autora de: A RECEPÇÃO DE EÇA DE QUEIRÓS NO BRASIL

A Cristiane participou conosco da festa do lançamento oficial do Blog, no Espaço Scortecci, no dia 04 de outubro. Foi uma das premiadas com uma entrevista em vídeo.

Na sequência da entrevista, veja o vídeo com Cristiane.

Cristiane Navarrete Tolomei


É graduada em Letras pela UNESP, de São José do Rio Preto, onde obteve o título de mestrado na área de Teoria Literária. Realizou Doutorado pela USP na área de Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa. Atualmente, realiza o pós-doutoramento junto à UNESP, de Assis, sobre a recepção de Eça de Queirós em periódicos. No campo da produção científica, vem desenvolvendo projetos de pesquisa e realizando publicações cuja temática envolve, especialmente, a literatura comparada e a fortuna crítica queirosiana brasileira e portuguesa. Organizadora do livro Literatura, linguagem e ensino: momentos de reflexão (publicado em 2011) e autora de diversos artigos e ensaios sobre teoria literária e literatura portuguesa.

A Recepção de Eça de Queirós no Brasil


A obra "A recepção de Eça de Queirós no Brasil (Leituras do século XX)" traz uma reflexão em torno da crítica literária brasileira sobre o autor português Eça de Queirós. O livro divide a fortuna crítica queirosiana em três partes: a primeira, analisa as publicações de 1878 a 1942, tomada como a crítica seminal sobre Eça; a segunda, centra-se nas leituras críticas durante a comemoração do centenário de nascimento do autor, 1945; e a terceira, as leituras que rompem com a crítica seminal, produzindo releituras acerca de Eça, de 1945 a 2000. Além disso, há a análise das fases da obra de Eça, que resultaram nos estudos sobre o autor português nos manuais de literatura do Ensino Médio no Brasil.

Olá Cristiane.  É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
O livro traz um percurso pela fortuna crítica brasileira sobre Eça de Queirós durante o século XX. Os dados apresentados no livro são resultado da pesquisa de doutorado e a ideia surgiu a partir de um simpósio sobre literatura portuguesa na USP. Foi ali que percebi a necessidade de realizar um estudo que sistematizasse a crítica queirosiana no país. O público é variado, desde os acadêmicos até os jovens que se identificaram com as palavras do autor realista português.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Já tenho 3 filhos e este é o meu segundo livro. O primeiro, na verdade, foi uma organização com dois outros pesquisadores da área de Letras e Educação. Agora só preciso plantar a árvore.
Na realidade, estou escrevendo dois romances: um para o público infanto-juvenil e outro para o adulto. Teremos novidades no futuro.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Infelizmente, é muito difícil viver somente de escrita no Brasil. Apesar de ser um gosto de muitas pessoas, elas acabam deixando de lado o sonho de ser escritor e realizam outras atividades, pois sabem que é um universo restrito.

 Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Em 2008, a minha professora da UNESP, Maria Heloisa Dias, lançou um livro sobre a escritora portuguesa Teolinda Gersão, na Bienal do Livro em São Paulo, pela Editora Scortecci. Esse fato destacou a credibilidade da editora e por isso confiei e confio nela até hoje.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Acho que para todo autor o seu livro deve ser lido. O meu traz informações relevantes sobre um dos maiores escritores universais, Eça de Queirós, e, especialmente, dados retirados de grandes nomes da crítica brasileira do século XX.

Obrigado pela sua participação.


Nenhum comentário:

Postar um comentário