sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Entrevista com João Scortecci - Autor de: AS AVENTURAS DE OLGA WAP


É escritor, editor, gráfico e livreiro. Diretor-Presidente do Grupo Editorial Scortecci desde 1982. Nasceu em Fortaleza, Ceará, em 1956. Veio para São Paulo em 1972, onde reside até hoje. Foi Conselheiro de Humanidades da Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (CNIC), Lei Rouanet, do Ministério da Cultura, de 1997 a 2006. Foi diretor da União Brasileira de Escritores (UBE) em três gestões e Diretor-Adjunto e Vice-Presidente Administrativo e Financeiro da Câmara Brasileira do Livro (CBL). É membro do GEDIGI e do GE-EDITORIAL da Associação Brasileira da Indústria Gráfica (ABIGRAF). É editor do Portal Amigos do Livro, diretor do Espaço Scortecci e docente da Escola do Escritor, onde ministra cursos e oficinas literárias sobre a Arte de Escrever, Impressão Digital, Livros sob Demanda, Marketing Editorial, Mercado Editorial Brasileiro e Questões Práticas do Direito Autoral.

Prêmiações: Prêmio do Sesquicentenário da Independência do Brasil (1972) e Prêmio Itajaí de Poesia, livro O Eu de Mim (1982). 

Livros: Relógio de Sol (coautoria), Papel Arroz (coautoria), Memória Interior, A Morte e o Corpo, O Eu de Mim (Poema Ecológico), Plurais, O Poema do Deus que Cria Versos, As Meninas e Outros Poemas, Água e Sal (Fragmentos de Tempo Algum), O Touro de Ouro e sua Neta Mimosa, A História do Peixe Voador, A Pulga Elétrica e a Realidade Virtual, Na Linha do Cerol (Reminiscências Poéticas), Quase Tudo, Guia do Profissional do Livro (coautoria) e A Maçã que Guardo na Boca
É autor de três livros infantojuvenis, publicados nos anos 90. São eles: O Touro Ouro e sua Neta Mimosa, A Pulga Elétrica e a Realidade Virtual e A História do Peixe Voador. Hoje esgotados e fora de catálogo, encontrados apenas em sebos. Até 2016, ano que o autor completa 60 anos, pretende reeditá-los, com novas ilustrações, agora coloridas. 

O primeiro dos três a ganhar nova edição é A Pulga Elétrica e a Realidade Virtual. A obra ganhou um subtítulo: As Aventuras de Olga Wap e será publicada em três partes. Olga Wap, heroína e personagem principal da história, é uma siphonaptera fêmea, uma Pulga, na linguagem vulgar que, disfarçada de joaninha, arrisca-se, perigosamente, em missão secreta, em estado de metamorfose virtual, sob o comando do Universo Estelar Central. Impossível não se apaixonar por Olga Wap, PhD em realidade virtual e especialista em aloegos dos sistemas periféricos do infinito imaginário. Uma viagem incrível e apaixonante através do mundo mágico da web.

Um pouquinho sobre o João Scortecci

Quem é João Scortecci?
Um "exagerado" um "oportunista" um "louco" por livros.
Lema?
Fazer da vida um poema sem-fim.
Poetas do coração?
Edgar Allan Poe, Drummond, Mário Quintana. A lista é grande...
Escritores Brasileiros?
Graciliano Ramos, Jorge Amado, Erico Veríssimo, Fernando Sabino, Machado de Assis.
Escritores estrangeiros?
Hermann Hesse, Jacqueline Susan, Dan Brown, Patricia Cornwell, Isaac Asimov, Irving Wallace, Gibran Kahlil Gibran, Robert Ludlum, Edmund Cooper e Arthur C. Clarke.
O Livro especial?
Capitães de Areia, Jorge Amado.
Livros inesquecíveis?
Sidartha (Hermann Hesse), Vidas Secas (Graciliano Ramos), 1808 (Laurentino Gomes), Encontro Marcado (Fernando Sabino), O Profeta (Gibran Kahlil Gibran), Humanidade Artificial (Edmund Cooper).
Pessoas importantes na sua vida?
Meus pais Luiz e Nilce. Meu avô João Batista de Paula (Batista da Light).
Cores?
Azul marinho, verde musgo, branco.
Signo?
Leão. Nasci no dia 2 de agosto de 1956, às 4 horas da manhã.
Animais?
Leão, cachorro, gato, papagaio, tartaruga, calango, minhoca...
Minhoca?
Sim. Gosto delas. 
Países?
Brasil, Portugal, Itália, Chile, Holanda, Japão e França (sem os Franceses, claro).
Cidades?
Fortaleza, São Paulo, Roma, Paris, Lisboa e Santiago.
Um lugar que tenha mexido com você?
Praça de São Pedro, em Roma. Nunca mais fui o mesmo.
Do que você gosta?
Escrever, ler, futebol, bunda de mulher bonita, pontualidade, novidades tecnológicas, crianças, acordar cedo, dormir em rede, piadas, radio de pilha, fotografia, minhoca, bicicleta, velas (de todos os tamanhos), santinhos, medalhinhas, simpatias, toalha grande, música MPB, filme de ficção científica, chuva, lua cheia, silêncio.
Do que você não gosta?
Chato, quiabo, telefone, perfume, inveja, ficar esperando, sapato apertado, ópera, balé, gente que dorme até tarde, padre, pastor, mão úmida, praia, bêbado, preguiçoso e covarde.
Uma paixão?
Radinhos de pilha. Tenho uma dezena deles, de todos os tipos e marcas. Quando morrer quero levar comigo, no caixão, um com carga nova de pilhas!
Esporte?
Futebol. Hoje gosto muito de "Corrida de rua". Minha nova paixão.
E o futuro?
Passar o bastão. Provavelmente para os meus colaboradores. Gosto de pensar assim: "Louco não é quem faz loucura. Louco é quem acompanha Louco".

Frases
Fazer da vida um poema sem fim.
O livro é corpo que vive. Morre muitas vezes e ainda continuo espírito.
Palavrar versos de amor é o mesmo que escrever com o poeta do coração.

Quer conhecer um pouco mais? Acesse o site: http://www.joao.scortecci.nom.br/home.php




Um comentário:

  1. Entrevista com todas as sensibilidades humanas...Felicidades João!

    ResponderExcluir