segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Entrevista com Leão Moysés Zagury - Autor de: NOVIDADE

Nasceu no Rio de Janeiro em 11 de fevereiro de 1954,de família amapaense.Estudou parte de sua infância em Macapá, tendo concluído o antigo ginásio,o segundo grau e a Faculdade de Letras(hoje chamada Anglo-Americano) na cidade do Rio de Janeiro.
No ano de 1991 lançou em Macapá o livro de poemas Ciranda Matinal, e posteriormente as obras: Cidade Sem Rosto (poemas),Ciranda Matinal(poesias,e outros textos)volumes 1 e 2 e Caderno Literário - volume 1 ( ensaios e cronicas).
Em seu histórico de atividades Leão possui: noites de autógrafos,reuniões no Clube dos Poetas,entrevistas na midia (rádio,televisão e jornais), palestras em faculdades e escolas.
Leão produziu trabalhos de suas atividades em vídeo com a produtora Rec Vídeo.
Em 1997,lançou o livro de poesias Ciranda Matinal 2 na Biblioteca Estadual Elcy Lacerda em Macapá.
Leão é membro da Associação Amapaense de Escritores(APES).
Participou de projetos literários e culturais, durante todo o tempo em que residiu em Macapá.

Esta obra apresenta poemas profundos,apesar de terem simplicidade aparente.
Quando produzi o livro tinha em mente a praticidade e o envolvimento do leitor com a leitura.A obra referida possui lirismo conduzindo o leitor(a) a um mundo repleto de imagens,através da sonoridade das palavras. O leitor se chocará com alguns deles e noutro momento, chorará ao perceber tanta sensibilidade nos mesmos.
A fim de ter esses momentos coloco aqui um desses poemas para deleite e apreciação.


Pronomes.

Procuro pronomes
para um novo poetar.
Procuro
em vão.

Novidades vêm e vão,
construindo,
formatando.
Espanto-me.
Tanta busca!

Como os leitores podem apreciar deixo para os que adquirirem o livro o gostinho da descoberta total da obra. Aqui foi uma rápida apresentação,pois o poema acima é maior.
O livro é destinado ao público em geral e aos estudantes de Letras sem esquecer os amantes da boa arte.
Boas compras e ótima leitura

Olá Leão Moyses. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
O livro é de poesias.
Tive a ideia para escrever observando o mundo em que me cercava na cidade de Macapá sem deixar de abordar uma temática universal de fácil entendimento para o leitor(a),todavia sem deixar a qualidade de lado. Ele é profundo no sentido mais amplo.
O público ao qual esta obra é destinada são estudantes de literatura de segundo grau, faculdades de Letras e do público em geral.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Este livro é o primeiro feito no Rio de Janeiro.
Pretendo realizar outras obras quer de poesia ou de outros gêneros literários. Na verdade este primeiro livro aqui lançado representa a continuidade do ótimo trabalho feito em Macapá. Ele é a continuidade desse trabalho.
Pretendo deixar aqui toda uma ideia para um futuro ainda melhor.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Isso me entristece, pois o Brasil é rico em cultura, apesar de sua imensa pobreza. Faltam bons leitores que saibam como ler um livro, escolas de formação para o leitor desde os anos de escola e para isso o apoio da escola é fundamental.
O contato com os livros deve ser iniciado desde cedo. Isso ainda é difícil, pois nosso País é pobre, apesar de seu imenso potencial no que estou mencionando.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Conheci a editora Scortecci, através de um amigo que me falou que tinha uma obra publicada por ela. Fiquei interessado também ao saber da divulgação e seriedade da proposta de trabalho da editora.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
O livro merece ser lido por apresentar uma nova forma de leitura, repleta de imagística e simbolismo, afim de deixar uma ótima impressão para quem o lê.
Minha mensagem para os leitores é a de aproveitarem ao máximo a leitura, pois traz um forte lirismo e atualidade temática. Tudo sem ser piegas.


Obrigado pela sua participação.

Um comentário: