sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Entrevista com Rogério Garbin - Autor de: ENXUGUE SUAS LÁGRIMAS E SIGA EM FRENTE

Rogério Garbin
Casado há 15 anos, pai de dois filhos, bacharel em teologia pela Faculdade Metodista de São Paulo, graduado em gestão financeira pela Facinter de Curitiba, professor de Teoogi sistemática e Teologia Pastoral no CEFORTE - Centro de Formação Teológica da Igreja Metodista Wesleyana em Porto Velho-RO.
Atualmente funcionário público e pastor da Igreja Metodista Wesleyana do bairro Areal em Porto Velho





Ser feliz é uma questão de decisão, pois as circunstâncias nem sempre serão favoráveis. Se dependermos das circunstâncias, corremos o risco de sofrer mais do que deveríamos. Enxugue suas Lágrimas e siga em Frente poderia ajudar você a olhar a vida sob uma ótica em que Deus conduz nosso destino.


Não permita que seu dia defina sua felicidade, mas deixe Deus, através da revelação da sua Palavra, mostre um caminho para a felicidade que independe de qualquer situação vivida, pois ser feliz é uma decisão que começa quando a gente enxuga as lágrimas e segue em frente.

Olá Padre Rogério. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
Este livro trata de possibilidades. Como pastor pude viver algumas experiências ora como protagonista ora como testemunhas de pessoas que não tiveram outra opção senão levantar-se em meio às adversidades.
Por isso, puderam encontrar soluções e superar suas lutas por perceberem que é possível em Deus.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Acreditem na minha história. Quando tinha uma professora de português que me citou essa frase. Como a admirava, busquei fazer tudo isso: plantei uma árvore, tive o primeiro filho e logo comecei a esboçar o livro.
Todavia, o livro deu tão certo e pude ajudar tantas pessoas que já estou trabalhando num segundo livro mais robusto e mais profundo sobre recomeços a ser lançado no final de 2016.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Um desafio. E acredito que a melhor forma de vencer tamanho desafio é contribuir ainda que minimamente com obras de qualidade para dispôs aos poucos leitores.
Além disso, tenho dificuldades por morar num estado brasileiro de pouca relevância para o resto do país, isso dificulta a apresentação de nossas obras aos grandes centros e apoio de editoras, uma vez que, não há como se tornar conhecido morando no norte do país.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Quando terminei meu livro é minha esposa, maior incentivadora leu, deu-me muito apoio em publicar, haja vista minha insegurança por ser a primeira obra.
Pesquisando as editoras na internet, vi a variedade de títulos, somado a qualidade da impressão e o apoio indireto aos escritores.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Sim, sim! Meu livro, em sua primeira edição, foi o mais vendido em nossa região por três meses, vendendo mais que alguns títulos nacionais. Os psicólogos locais receitaram-nos aos seus pacientes e houve grande aceitação.
Para isso ter acontecido, mostra que trata-se de uma leitura rápida, leve e restauradora e espero verdadeiramente que tal obra se expanda pelo resto do país.


Obrigado pela sua participação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário