sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Entrevista com Maria do Carmo Pereira Coelho - Autora de: A MENINA LEITORA

Maria do Carmo Pereira Coelho

Quando Mel se mudou, da cidade de Belém para Brasília, vivia imaginando brincadeiras em que sempre fazia o papel da personagem de um livro, cuja história seu pai havia contado para ela. Mel gosta de bonecas, de livros, e de fazer de conta que sabe escrever livrinhos com as amigas. Transformou-se em uma leitora e continua sugerindo todo o tipo de leitura. 

Mel reconheceu que ler é vida viva. As memórias da autora estão impregnadas de quadros visuais, vividos na infância e refletidos neste livro pela rica personagem. Nesses quadros, a mudança de cidade, a aprendizagem e a leitura de evasão se aproximam. A autora relembra a infância de Mel, marcada pela emoção de descobrir o amor pela leitura de evasão.
Olá Maria do Carmo. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
Trata dos cuidados com uma menina, ao longo da infância, e do amor que ela dedica aos livros e da alegria de viver no mundo da ficção. Tive a oportunidade de conviver com minha sobrinha-neta e a acompanhei nos momentos da emoção dela em viver no mundo da dos livros. Dedica-se ao público infanto-juvenil.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Meu projeto no mundo das letras começou muito cedo. Sou formada em Letras e sempre li livros de Literatura infanto-juvenil. Este é o primeiro livro de Literatura, antes escrevi livros técnicos, relacionados à Metodologia do Ensino de Língua Portuguesa, entre outros Material de Ensino a Distância. A publicação deste livro não deixa de ser, de fato, mais uma concretização de um sonho.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Difícil. Mas não é por isso que não devemos fazer a nossa parte onde estamos e por onde andamos. Sempre é bom tentar fazer de quem está perto de nós um leitor, ou uma pessoa que escreve bem.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Uma amiga havia publicado o primeiro livro dela e me deu boas informações dessa Editora. Assim, se tornou possível minha realização de mais um sonho, bem sonhado.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Sim, fala de cuidados dedicados às crianças na infância, da vida em família, da entrada do livro dentro da família, de quem se interessa por isso e acompanha o extraordinário desenvolvimento pelo gosto da leitura e pelo amor aos livros. Oferece aos educadores e aos pais uma lista de bons livros que já foram usados para desenvolver o amor das crianças pelos livros.

Obrigado pela sua participação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário