quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Entrevista com Alcione Zhanini - Autora de: EU, COMIGO MESMA, OS MEUS E TANTOS OUTROS

É nascida e reside na Cidade de São Caetano do Sul, São Paulo. É formada em Letras pela USCS e tem vários trabalhos publicados.
Autora dos livros, “Buscas e Encontros” – 1998 – “Versos e Reversos” – 2001 – “De Quimeras à Lucidez” – 2008 – faz da poesia a forma de expressar sua alma com muito lirismo e amor. As novas experiências no campo das crônicas impulsionaram sua criatividade para a elaboração de alguns contos.
Alcione Zhanini também é membro da Academia Popular de Letras de São Caetano do Sul, tendo participado, em 2011, à convite da Prefeitura, do lançamento do livro “De Maria à José”, uma antologia que conta a estória de imigrante italianos que ajudaram no desenvolvimento e crescimento da cidade.

O livro traz dois contos, o primeiro de uma mulher recordando a infância com toda sua inocência, os desafios da juventude com toda sua ansiedade e, as experiências da maturidade deixadas como legado as pessoas que lhe foram mais próximas. O segundo, a estória de uma cuidadora e sua cliente, duas mulheres de diferentes idades, desejos e objetivos. Renúncia, amizade, qualidades e defeitos misturados no dia a dia, tendo o amor e a doação como elementos para equilibrar isso tudo. As crônicas e monólogos vem em seguida trazendo temas vividos e observados, vistos por um ângulo diferente, não tão pessoal. Por fim, poesias com muito lirísmo e emoção.



Olá Alcione. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
O meu livro trata da vida co mo ela é, presente, passado e futuro, estórias de gente como a gente, seus problemas, suas alegrias e é para o público em geral.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Desde muito jovem eu escrevo, sempre escondia as minhas escritas até que um dia criei coragem e resolvi botar prá fora os sentimentos que me afogavam, foi um alívio maravilhoso e nunca mais parei. Este é o meu quarto livro e meu projeto é um romance.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Muito difícil, escrever tem de ser por prazer, não dá para vive r como profissão. Falta incentivo do governo para a leitura.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Conheci o João na Bienal e fiquei entusiasmada com a proposta dele.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Meu livro deve ser lido, nele há muitas lições de vida e que sempre ajudam alguém.

Obrigado pela sua participação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário