quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Entrevista com Lilian Porto - Autora de: A NUVEM DA BLOGUEIRA e FIANDO VIDA E MORTE

Professora da Fundação Municipal de Niterói. Graduada pela Universidade Federal Fluminense - Serviço Social e pós-graduada em Psicopedagogia e Análise de Sistemas.
Livros publicados: A Nuvem da Blogueira (crônicas e contos); Objeto e Afeto (poesias); João e o sapo, Rafael e o rato (infantil). 
Participação em antologias: UFF - Universidade Federal Fluminense; FAPERJ - Fundação Escola do Serviço Público do Estado do Rio de Janeiro.
Outras antologia: Uma Viagem pra Pasárgada; I Coletânea do Século XXI, entre outras.
Peças de teatro: Infantil: "Menino Esperto"; Adulto: "A Estagiária".

Conta uma experiência incomum onde se confundem realidade, emoções e fantasias de uma adolescente que escreve num blog da internet. Faz parte de um livro de contos e crônicas que aborda algumas questões que afetam os jovens nos dias de hoje.







Fiando Vida e Morte
As poesias aqui reunidas foram escritas como uma forma de revisitar o tempo. Expressão de uma identidade. Essência constituída de passado e presente que se transforma em futuro. O livro relaciona as emoções com as lembranças. Imagens documentadas das energias que se perpetuaram em sentimentos, resultando nas experiências de vida, na formação do mito pessoal. Extensão de momentos. Algo revelador de alegrias e tristezas. Magia de um mundo concreto que fortalece o interior. Símbolo que estimula o processo da consciência e tira das sombras o que está na alma, fragmentado ou não, mas latente, no caminho intermediário da totalidade psíquica. Seguindo os passos de Jung, dialogando com o inconsciente, este livro de poesias fala de meus afetos. Voz em linguagem escrita. A percepção do outro. Enunciação de convicções, conflitos, sonhos e ideias. Personificação de significantes. O descrever da tensão no processo de crescimento.

Olá Lilian. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
A Nuvem da Blogueira
Este livro de crônicas e contos surgiu de uma conversa sobre a solidão e a impessoalidade nos dias de hoje. Concretizou-se através da reconstrução de vivências a partir de experiências de vida.

Fiando Vida e Morte
Este é um livro de poesias que retratam emoções e lembranças. Forma de transpor o processo de vivência em símbolos e significantes. A intermediação entre o imaginário e um mundo concreto com menos sombras e conflitos. Diálogo com os afetos e ideias.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Aprecio as artes de um modo geral.
Participei de projetos de artes plásticas em minha cidade (Caminho de Niterói) com telas baseadas no tema de poesia concreta.
Participei de duas antologias da Universidade Federal Fluminense, da FAPERJ - Fundação Escola do Servidor Público do Estado do Rio de Janeiro e de outras entidades literárias.
Tenho curso de cinema e realizei duas curtas amadores: um como produtora e diretora, outro como assistente de direção.
Escrever traz a tranquilidade que necessito para a minha rotina. Expresso sentimentos e emoções, refletindo, e fortalecendo o meu interior.
Participei de duas antologias da Universidade Federal Fluminense, da FAPERJ, Fundação Escola do Servidor Público do RJ, e de outras entidades e eventos literários.
Tenho outro livro publicado pela Scortecci, "A Nuvem da Blogueira" e um livro infantil, de outra editora, "João e o Sapo, Rafael e o Rato.
Como roteirista, produtora e diretora, realizei um curta metragem e participei como assistente de direção do curta "Vida de Moleque".
Como artista plástica, participei de um evento no meu município:"Caminho de Niterói". Expus telas do tema "Poesia Concreta", na Casa do Professor Universitário", bairro de São Domingos.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Não vejo desta forma. Ao meu redor, convivo com pessoas que apreciam a leitura: colegas de trabalho, amigos, e alunos. Todos têm o hábito da leitura.
Os meus alunos do fundamental adoram ler. Em sala de aula sempre contemplo o momento da leitura e o contar histórias.
Em relação a valores, isso acontece em todas as áreas. Retorno financeiro nunca foi prêmio para diversos escritores, de um modo geral. Alguns vendem bem, caso caiam no gosto de público.
Quanto a viver da venda de livros, penso que não é apenas no Brasil que pessoas ficam impedidas de investirem em seus talentos e projetos literários. Outras áreas culturais também apresentam suas dificuldades.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Através da internet.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
A Nuvem da Blogueira
Pessoas que o leram retornam comentando sobre os textos, dizendo que se identificaram em certas situações.

Fiando Vida e Morte
Acredito que são poesias que retratam várias situações do mundo atual, além de sentimentos e reflexões.

Obrigado pela sua participação.



Nenhum comentário:

Postar um comentário