quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Entrevista com Rosamar da Silva Schneider - Autora de: VERDADES MINHAS

Nascida em São Paulo, pedagoga, é educadora de Educação Infantil e Ensino Fundamental da Prefeitura do Município de São Paulo desde 1982. Atuou como Coordenadora Pedagógica, Diretora de Unidades Educacionais de Centros de Educação Unificada (CEU) e trabalhou com aperfeiçoamento de práticas de educadores em Diretoria Regional de Educação do Município de São Paulo. Atualmente, é professora universitária e colaboradora do Terceiro Setor. Como o título deste livro diz, as ideias aqui apresentadas são verdades minhas. Tive através deste, a oportunidade de me expressar, de me fazer conhecer, de expor crenças e práticas da minha vida. Sempre fui muito clara e direta em minhas posições. Provavelmente, pessoas muito próximas a mim, ao lerem alguns textos, me recordarão defendendo essa ideia. Como disse em alguma das crônicas escritas aqui, sou apaixonada pelo ser humano, pela diversidade de ideias, de hábitos, de gostos, de princípios. E fico sempre muito interessada em ouvir novos e diversos pontos de vista. Gostaria de abrir um canal de comunicação com você, leitor, para que eu também possa conhecer algumas verdades suas. Sem preocupação em debater, concordar ou discordar ou, pior que isso, provar quem está certo. Apenas para se dar a conhecer, pois o outro, o próximo, é aquele que intervém em nossa vida e muitas vezes nos faz mudar as nossas verdades.

Tudo o que tenho escrito aqui soa tão verdadeiro para mim, faz sentido em tudo quanto eu já tenha vivido. Vejo as coisas de um determinado ângulo e, portanto, apresentam-se a mim de uma forma. Conheço várias pessoas que têm o mesmo ponto de vista. Mas outros talvez, estejam do outro lado, em outro extremo, vendo o mesmo de maneira tão diferente. Como a história dos cinco cegos definindo um elefante.

Cada um analisa uma parte: a tromba, a orelha, o rabinho, o corpo, os pés. São várias conclusões diferentes do mesmo animal. Não só diferentes, muitas vezes, inversas. São muitas as variáveis da observação: a distância, a posição ou o ângulo de visão, o objetivo, a qualidade da visão, a imparcialidade, a interpretação pessoal, a experiência de quem olha. Muitos fatores a se considerar. Muita pretensão alegar que há somente uma verdade para algo.

“Eu tenho o meu caminho. Você tem o seu caminho. Portanto, quanto ao caminho direito, o caminho correto, e o único caminho, isso não existe.”
Friedrich Nietzsche

Olá Rosamar. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.



Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
Um livro de crônicas reflexivas que aborda vários temas ou passagens do cotidiano, onde a cereja do bolo é o respeito a diversidade de opiniões que existem para um mesmo fato.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Foi um sonho publicar algumas verdades minhas, uma realização sem dúvida. Que seja o 1º de muitos.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Para mim um trabalho que lida com o prazer e a satisfação. De se fazer ouvir,de ser útil e enriquecedor para alguém. De ser principalmente um canal de fala do leitor, uma vez que há no meu livro um canal de comunicação para que ele se posicione sobre as ideias ali tratadas.
Quanto a sobreviver da escrita, penso que seja um grande desafio aqui no Brasil pelo número escasso de leitores.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Fiz alguns cursos de revisão na Editora, e gostei muito do trabalho deles. Então os procurei para me assessorar na publicação.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
É um excelente recurso para dinâmicas de grupo. Textos pequenos que possibilitam o desencadeamento de reflexões sobre assuntos importantes do dia a dia como: simplicidade, relações, morte, amizade, o bem e o mal entre outros. Segundo meus leitores, tão leve que parece um bate-papo.

Obrigado pela sua participação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário