quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Entrevista com Mário do Couto "Cajilla" - Autor de: CANTANDO O ENCANTO DA POESIA e ALI-JABÁ E OS QUARENTA LEITÕES

Nasceu em 1941 em Altinópolis, cidade serrana na divisa do Estado de São Paulo com o Estado de Minas Gerais. Filho de Antônio Tomaz do Couto e Etelvina Silva do Couto. Mudou-se para a capital de São Paulo, em 1950, ainda criança. Cursou o primário na escola pública Paulo Eiró, em Santo Amaro, concluiu o curso Técnico em Contabilidade, tornando-se contador, fez faculdade de Administração de Empresas, tornou-se auditor, profissão que exerceu a vida inteira até sua aposentadoria. Por vocação familiar, tornou-se músico, igual a seu avô, pai e tios. Foi ator, além disso exerce as atividades de poeta, artista plástico e escritor, tudo apenas como um hobby.

O vate canta em metáfora a beleza de suas rimas. “Cajilla” é um poeta de expressão romântica e de sublime e divina inspiração. Suas poesias afloram e relatam com rara beleza, os acontecimentos da vida, é como um conto, tem início, meio e fim.
São Poesias feitas para músicas, muitas delas com enredo, começo meio e fim.





É um descendente de árabe que sempre gostou e muito de jabá. Seu saudosismo nos remete ao passado criando dentro de nossa alma o profundo e incontrolável desejo de viver aquela época.

“Ai saudade... Ai saudade...
Do tempo do Monjolinho 
Do ar puro e dos passarinhos
Ai saudade... Ai saudade...
Saudade dos teus beijinhos
Do teu amor e do teu carinho”.

Em determinadas ocasiões, quando a gente se encontra, desorientado, perdido, desiludido, suas palavras descem como uma oração em nossos corações ou como água fresca em uma tarde quente de verão para matar a sede dos nossos anseios...

Olá Mário. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
O livro 1 Ali Jaba e os quarenta leitões é um livro de psicologia vivida e observada com mentiras e piadas para alegrar os leitores e ajudá-los a vencer obstáculos nessa vida. O Livro 2 Cantando o encanto da poesia é um livro de poesias que representa todas as músicas compostas pelo autor, músicas objeto de gravação de um CD pelo próprio autor cantando e executando as músicas.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Bem já são dois livros e tenho na mente escrever o terceiro que é um romance policial.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Meu primeiro livro já cumpriu seu objetivo que é ajudar as pessoas. Creio que a ditadura foi uma das responsáveis por retroagir a cultura no Brasil. Creio que está melhorando.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Através do Lae colega da classe, que já escreveu mais de vinte livros.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Sim alem de alegrar com as brincadeiras serve de grande ajuda para vencer obstáculos nessa vida.

Obrigado pela sua participação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário