segunda-feira, 15 de maio de 2017

Entrevista com Faisal Karim - Autor de: A CONSPIRAÇÃO DO TEMPO

Faisal Karim
É descendente da tribo Burusho das montanhas do Paquistão.Desde cedo usava a maior parte de seu tempo para estar em contato com a natureza , sua energia e magia. Começou a escrever aos 14 anos de idade e desde então nunca mais parou de expor suas idéias e inspirações através de textos e poemas. Mora no Brasil desde 2014, onde terminou de escrever seu primeiro romance. A conspiração do Tempo é seu primeiro romance publicado.

Um menino rebelde vindo das montanhas de Karakoram , encontra o sentido da vida nas ruas de Lahore, moderno Paquistão, a partir do momento em que conhece uma menina alemã enquanto esta fazia fotografias em um local sagrado. Seu sotaque é ocidental , mas seu modo de tocar as almas é universal, como se as leis da natureza fossem coerentes com suas ações. Ela o inspira a seguir a energia e fazer suas palavras serem conhecidas, não só ali, mas em todos os cantos do mundo.

Uma história de amor baseada em alguns fatos reais do autor

Olá Faisal. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
Experiências pessoal.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Eu sempre quis escrever e quero continuar escrevendo.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Estou entrando no mercado agora. Sim, tem que ter paciência para realizar sonho de ser escritor.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Pela internet e facebook.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Porque eu escrevo com coração. Não só para escrever e falar que eu escrevo e porque eu sinto como revelação.

Obrigado pela sua participação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário