sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Entrevista com Antônio Jonas Dias Filho - Autor de: PLATÃO

Nasceu em Salvador. Tem 54 anos. Mora em São Paulo.
É Sociólogo e Cientista Político. Doutor em Ciências Sociais pela PUCSP. Professor Universitário. Escritor com duas coleções sobre história e cultura afro brasileira voltadas para o público infanto juvenil,totalizando 20 livros e mais uma obra sobre filosofia também voltado para o público infanto juvenil.





Este livro é uma ficção infanto-juvenil sobre a infância do filósofo Platão. Mostra algumas aventuras que poderiam ter acontecido na sua infância para motivar o gosto pela Filosofia e muitas ideias que fazem parte das suas obras.
Além dessas pequenas aventuras, destaca também a relação dele com seu mestre Sócrates e a influência dele sobre sua vida.
O contato com outras crianças de Atenas e a preocupação de Platão com educação, também fazem parte das histórias contadas neste livro que relata ainda as descobertas deste garoto curioso que via nas ideias a melhor forma de entender e explicar o mundo a sua volta.
O livro mostra ainda a experiência de Platão em outros lugares fora de Atenas que permitiram a ele começar a entender as diferenças entre as formas de pensamento para tirar as suas próprias conclusões.
Enfim, esse livro é para crianças e pessoas de todas as idades que devem imaginar de onde surgiram tantas ideias brilhantes usadas por sábios como Platão.

Olá Antônio. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
O livro trata da infância do filósofo Platão; a ideia de escrevê-lo surgiu de conversas com professores de ensino fundamental e médio sobre a ausência e paradidáticos nesta área e de uma literatura mais acessível para essa faixa etária; o público é basicamente de crianças e pré-adolescentes na faixa de 7 a 13 anos.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Já sou escritor de livros infantojuvenis com duas coleções. A primeira foi Africanidades com 10 livros, que inclusive chegou a fase final do Prêmio Jabuti nesta categoria e a segunda coleção foi Contos e Lendas Africanas com 10 livros e 10 CDS contando as histórias de forma escrita e em libras.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Difícil principalmente por conta da divulgação de novos talentos e da distribuição restrita na mídia e nas grandes livrarias do país.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Busquei informações na internet.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Sim! Merece ser lido porque é diferente das propostas sobre filosofia para essa faixa etária que privilegia traduções ou livros didáticos cuja linguagem muitas vezes é inacessível para as crianças.

Obrigado pela sua participação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário