quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Entrevista com João Vitor Pereira - Autor de: SILENCIA-ME

Tem 16 anos. É estudante da 3º série do Ensino Médio. Este é seu segundo livro de poemas, o primeiro se chama Poemas não apenas de amor. É um autor que aprecia grandemente a leitura e escrita.








Entre na mente inconstante e insaciante de um adolescente que escreve para explorar e aliviar seus sentimentos em relação ao mundo e tudo que o afeta de alguma maneira. Explore seus sentimentos e descubra sua poesia.

Seu silêncio / me paralisou / porque eu entendi  / cada sílaba
que você (não) gritou.

 (Minha resposta /  foi o ritmo /  da minha respiração.)


Sufocou.

Olá João Vitor. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
O livro, Silencia-me, é um livro de poesias que expõem minha opinião e meus sentimentos em relação ao que acontece no mundo, por vezes com uma conotação mais social, e outras com uma conotação mais interna e até romântica. A ideia do livro se deu depois da escrita dos poemas, que foram selecionados e organizados. O livro se destina a um público mais jovem.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Silencia-me é meu segundo livro. É um sonho que se realizou e faz parte de um projeto, também, no mundo da escrita, já que tenho a intenção de lançar mais livros. Inclusive, consigo perceber minha evolução mental pessoal quando leio meus poemas, e isso é algo de que me orgulho muito.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Acho que a vida de escritor no Brasil se baseia mais em desejos de realização e satisfação pessoal que na intenção de vendas. Não que quem queira vender não se realize pessoalmente, mas acho que o incentivo, as oportunidades e o público são mínimos. Mas é importante escrever, publicar e também divulgar, para aumentar cada vez mais o hábito de leitura nas pessoas.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Foi minha mãe, Mônica, quem cuidou disso. Ela ficou sabendo da editora por indicação.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Meu livro merece ser lido! (risos) Silencia-me é um livro de que me orgulho muito e que faz as pessoas (inclusive eu) pararem para pensar, além de ser, obviamente, uma forma de entretenimento. Inclusive, é necessário que o livro seja lido, porque se não for lido nunca passará de ideias criadas e unicamente do escritor; é o leitor quem interpreta e discute a obra.

Obrigado pela sua participação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário