domingo, 9 de setembro de 2018

Entrevista com Silvana Guida Rodrigues - Autora de: A VIDA POR 1 PONTO DE VISTA

Nasceu São Paulo, em maio de 1958, e com seis meses foi diagnosticada com Retinose Pigmentar, doença progressiva e degenerativa, da retina.
Com menos de 40% do campo visual, cegueira noturna e miopia, conseguiu formar-se em Arquitetura, e cinco anos depois, em Administração de Hotéis.
Atuou como arquiteta por mais de 14 anos, mas com a queda da visão, precisou buscar outros caminhos, o que não a privou de continuar realizando-se profissionalmente, pois sempre tirou o melhor de cada escolha.
Escrever e ministrar palestras, são atualmente, suas maiores realizações.

Histórias e crônicas de uma deficiente visual, portadora de Retinosse Pigmentar, doença degenerativa e progressiva, contadas de forma emocionante e divertida, de como encarou seus desafios.








Olá Silvana. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
Sempre gostei de escrever, textos, cartas para meus amigos... E duas amigas de infância, sempre acharam que eu deveria escrever um livro. Mas, não me sentia inspirada para criar histórias, personagens... Mas, quando descobri que estava apenas com 1% de visão, uma destas amigas me deu a ideia de escrever minhas experiências, como deficiente visual, que eu contava para todos, de maneira leve e divertida.
Gostei da ideia e comecei a escrever o livro, porém, achando que seria apenas um meio de não entrar em depressão. Quando esta amiga me disse que meu livro poderia dar um exemplo de superação e estímulos para as pessoas, encontrei o verdadeiro motivo para ir em frente.
Depois de publicado, percebi que o livro é também um entretenimento divertido para um público geral, inclusive, como leitura de bordo, em viagens, pois são histórias fechadas e independentes.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Sempre fui muito falante e comunicativa, por isso, quando fui convidada a dar palestras, achei uma ideia bem interessante. Fiz alguns Workshops para me preparar, e assim, divulgo meu livro.
Quando comecei a escrever, achei que seria uma obra única, por se tratar da minha vida como deficiente visual, mas depois, percebi que tinha histórias de viagens, da minha cachorrinha, Kleine, por isso, já tenho alguns esboços de pelo menos, dois livros.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Essa realidade brasileira, me entristece muito, mas, como sou uma otimista inata, tenho esperanças de que isso mude, com a chegada dos e-books, que atraem o público jovem.
Fiquei feliz, também, outro dia quando estava na livraria que lançou meu livro, aqui em Poá, que entrou um grupo de jovens, encantados com o lugar, e dizendo que iriam se tornar frequentadores. Muito interessados em vários estilos de leitura.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Como foi em 2012, não me lembro bem, mas acho que foi pelo Google, quando comecei a pensar em pedir orçamentos para a publicação do meu livro.
À parir daí, comecei a receber notícias da editora por e-mail, e quando resolvi publicar meu livro, pedi um orçamento atualizado.
Naquela época, eu morava em São Paulo, mas, quando voltei a morar em Poá, encontrei vários anjos que, não só me incentivaram a publicar meu livro, como me ajudaram para que meu livro saísse da gaveta. Programei que ele seria lançado em dois meses, no Dia Internacional da Mulher/2018. E deu tudo certo!

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Sem falsa modéstia, acredito que sim, porque minhas histórias servem de alerta para todos, que no cotidiano tão atribulado, esquecem de quanto são privilegiados com saúde, amor, oportunidades...
Acho que meu livro, ajuda o leitor a perceber o quanto ele é, ou pode ser feliz e realizado. Basta querer. E isso é fácil!

Obrigado pela sua participação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário