domingo, 9 de dezembro de 2018

Entrevista com Carolina Q. P. Rout - Autora de: CHOCO, LATE!

Nome literário de Carolina Queiroz Porto Rout.
Oi, eu me chamo Carol, escrevi essa história em 2006 quando morava na Inglaterra em uma casa com três crianças muito especiais. Hoje, moro em São Paulo com meu marido, Philip, e três filhos, Benjamin, Samuel e Joanna. Gosto muito de escrever histórias para crianças, de comer chocolates e de passar tempo com minha família.




Você gosta de comer chocolates? Com quem você divide os seus? Este livro conta um pedacinho da vida de uma menina muito atenta às coisas ao seu redor.





Olá Carolina. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
A história do livro foi pensada para pessoas que apreciam jogo de palavras e chocolates e que são atentas às coisas do dia-a-dia. Essa história veio a mim quando eu morava na Inglaterra, com uma família que tinha 3 crianças com idades entre 2 e 8 anos. Sempre que eu tinha um tempinho eu sentava em meu quarto e escrevia o que vinha à mente. Essa história foi uma delas, e eu me diverti muito no processo de criação dela! Meu público alvo são crianças de 4 a 10 anos.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Eu espero que seja o primeiro livro de muitos! Mas com certeza já é um sonho realizado. Criar é algo que nos aproxima de Deus, nosso Criador. Ele nos deu a capacidade para criarmos, desde simples histórias a tudo o mais que temos no mundo hoje. Cada um de nós cria desde a mais tenra idade. Minhas inspirações mais divertidas são aquelas que vêm pelas lembranças da minha infância e pela observação de meus filhos brincando.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
De fato, não é uma vida que vai de vento em popa, porém, o Brasil somos nós, e não algo fora de nós. Cada um de nós tem seu círculo de influências, e devemos usá-lo para despertar o prazer da leitura nessas pessoas próximas a nós. Por que não presentear uns aos outros com livros, sejam e-books ou de papel? Passar tempo lendo em voz alta para alguém, seja criança ou adulto, todos gostam de ouvir histórias.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Há uns 3 anos comecei a procurar na internet editoras que publicavam livros em pequenas tiragens, que davam cursos, palestras sobre ser um escritor, etc. Numa dessas buscas conheci a Scortecci e passei a receber os informes mensais. Gostei muito de ter esse primeiro contato, e, aos poucos, fui confiando na editora para expor minha primeira história. Agradeço muito o acolhimento que tive nesse processo.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Com certeza! É um livro divertido e sutil. Em sua sutileza mostra a beleza de coisas simples do dia a dia e da simplicidade de uma criança. Também traz a alegria da brincadeira com palavras e de se deliciar com chocolates. Para meus leitores mais que especiais só posso dizer: divirtam-se com o Choco, e soltem sua imaginação a partir dessa história.

Obrigado pela sua participação.

Um comentário:

  1. Gostei MUITO do livro embora não sou o público alvo rsrsrs mas meus netos simplesmente amaram
    Parabéns Carolina esperamos o próximo bjsss

    ResponderExcluir