domingo, 3 de fevereiro de 2019

Entrevista com Eliane de Jesus Honório - Autora de: ANJINHO CHUVISCO

É: Desenhista; Escritora; Bonequeira; Fotógrafa, Professora e Artista Plástica premiada em diversos salões de Arte do país com participação em anuários de Arte brasileiros e do exterior (com o codinome EJEHOS). Lançou pela Scortecci 11 livros, entre coletivos e individuais (6 individuais) - A BELA AMORTECIDANOVELA DA ALFABETIZAÇÃOPOEMAS E CONTOS DE ÉLLEN LOUISEA MENINA QUE NÃO QUERIA SER GENTEA MENINA QUE NÃO GOSTAVA DE ANIMAIS.
Leciona para o ensino fundamental 1 onde se inspira a escrever seus livros, no entanto, possui ainda, 44 títulos inéditos (só poesia tem torno de 3000, pois escreve desde os 8 anos e isso é constante em sua vida), entre Contos e poemas; Aventuras; HQs; fábulas; é uma pessoa que está em constante observação das pessoas e animais, transformando em livros e pinturas inéditas as histórias a sua volta.Atualmente leciona Arte e Literatura Infantil. Trabalha com projetos e pretende lançar uma obra para professores de Arte com dicas e técnicas próprias.

Aventura, comédia, estão juntas nesta história sobre um menino peralta e seu anjo da guarda.
Sabem aquelas crianças que dão muito trabalho pra todo mundo porque são muito peraltas? Chuvisco é o anjo de uma delas, descubra o sufoco que ele passa lendo este livro que traz de modo lúdico as aventuras de um anjo e um menino.


Olá Eliane. É um prazer contar, novamente, com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
O livro “Anjinho Chuvisco” trata de uma forma lúdica os perigos que sofremos quando não seguimos regras, o que hipoteticamente pode acontecer de uma forma engraçada e preventiva. A ideia de escreve-lo surgiu na sala de aula quando trabalhava sobre acidentes de trânsito e perigos de acidentes infantis.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Esse é meu sexto livro individual, mas já participei de 4 coletivos, também com a Scortecci. Em meus projetos tenho ainda 44 títulos inéditos a serem publicados que envolvem: Contos, crônicas; poemas; fábulas; HQs; e outros, não são todos direcionados a crianças, tenho textos direcionados a adolescentes, como sagas e a adultos como crônicas e poemas e ainda estou no trabalho de um livro de Arte para professores onde estou pesquisando as maiores necessidades desse público dentro do título que estou escrevendo. Livros são como filhos, a gente tem responsabilidade no que escreve, cada ilustração é um atrativo para o público alvo e invisto em cursos de ilustrador. Meu sonho literário é ganhar um prêmio importante na área, mas não é algo que me faz perder o sono, se acontecer será um marco para mim, se não acontecer, continuarei escrevendo por hobby pois amo escrever e desenhar. Além do livro para professores tenho um livro pronto que trata a questão da inclusão.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Viver como escritor aqui é quase uma utopia, leitura não é valorizada, vivemos em um país onde poucos leem as estrelinhas de um texto. Escritor aqui só os que conseguem destaque como os já consagrados, mas o sol nasceu para todos, se olharmos os pontos negativos da vida, nem saímos de casa. Dificuldades nunca me impediram de fazer o que gosto.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Já fazem 8 anos que estou publicando livros com a Scortecci.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Sim, meu livro merece ser lido, procuro sempre tratar os assuntos pelo lado cômico, mesmo se é um tema mais pesado. O “Anjinho Chuvisco” é engraçado, sua linguagem é para crianças menores assim como: “A Bela Amortecida” que também fiz comédia, porém para adolescentes, livro anterior a este. Assim também são e os demais que escrevi, a vida já é muito chata, precisamos rir um pouco, é uma linguagem infantil, para crianças pequenas; meus livros sempre podem ser trabalhados pelos professores e lido pelos pais. O “Anjinho Chuvisco” é um livro para cabeceira das camas das crianças, esse não coloquei questões de sugestões para professores, deixei livre para uma leitura por prazer, mas explorar o livro é fácil e ler o livro apenas para conhecer a história também é muito interessante pois a história tem rumos criativos. Por isso, boa leitura, quem não lê se torna um ser apático aos sonhos e a possibilidade de vivenciar o mundo da imaginação.

Obrigado pela sua participação.

Um comentário: