domingo, 17 de fevereiro de 2019

Entrevista com Mario Francisco Tomás - Autor de: VERSOS DIVERSOS

 Mario Francisco Tomás
É natural de Santo André (SP). Como agrimensor sua lida diária era com cálculos matemáticos, medições, etc. Aposentou-se e trocou os números pelas letras. Autodidata e apaixonado pelo idioma, tem a pretensão de escrever até o fim da vida.






Este livro nasceu da necessidade de colocar no papel minha experiência de vida. Para isso, usei a curiosidade para experimentar as mais variadas vertentes poéticas. Como não me prendo a nenhuma delas, sou livre para transitar entre o lirismo e a crítica social, por exemplo, sem maiores compromissos com a linguagem mais acadêmica e/ou rebuscada dos grandes poetas. 
Essa tendência ao primitivismo revela uma ingenuidade própria de alguém que descobriu a poesia somente aos sessenta anos. 
Por isso, o livro é uma mistura nada homogênea de sentimentos. Meu desejo é que ele possa encontrar leitores sintonizados com seu conteúdo.

Olá Mario. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
O livro trata de materializar sentimentos ao longo dos anos. Comecei a escrever para preencher uma lacuna da alma e nunca pensei que isso daria um livro. O público alvo é aquele que gosta de poesia.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Sou aposentado há 23 anos, vivo longe das grandes cidades, divulgo o feng Shui através de consultoria e adoro os clássicos russos. Atualmente estou lendo Tolstoi. Meu segundo livro dará guarida a uma antiga paixão: crônica. Já vivi sete décadas e sei que o melhor para mim é dar um passo de cada vez.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Acho que um escritor não deve ficar preso nesse dilema de um país onde pouco se lê. Até o ano 3000 tudo estará resolvido.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Através da autora Maria Vaneide que também colabora com a editora.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Acho que sim. O meu e de tantos novos autores. Quem sabe não aparece uma revelação? Aos meus leitores desejo um 2019 repleto de livros.

Obrigado pela sua participação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário