domingo, 17 de março de 2019

Entrevista com Jéssica Ribeiro Ginezzi - Autora de: MARCAS DE UM PASSADO PERIGOSO

Tem dezessete anos e nasceu na cidade de Mogi Guaçu, em São Paulo no dia 26 de dezembro de 1996. É uma jovem garota que está realizando um sonho, uma escritora de primeira viagem que em seu livro de estreia, Marcas de um Passado Perigoso, conta a história de dois jovens apaixonados, Maison e Hanna, que são invejados por todos. Após um julgamento injusto, Maison fica um tempo na cadeia; quando sai da prisão, vai à caça da verdade que lhe trará sofrimento. Jéssica está apenas começando sua jornada na literatura, pois para ela a leitura e a escrita são a chave da vida, uma chave que permite ter novas oportunidades e novas escolhas. Essa jornada começou com muita inspiração e interesses literários e ainda há muito por vir.

Maison consegue a liberdade após ser condenado injustamente. Resolve, então, ir atrás da verdadeira história, mas é surpreendido quando é raptado por alguém que deseja que ele nunca descubra a verdade. Apenas uma escolha poderá salvá-lo da morte...







Olá Jéssica. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
Marcas de um passado perigoso traz a história de Maison que é acusado injustamente de um crime e após sua saída, o mesmo vai atrás de respostas e acaba descobrindo verdades sobre si próprio e com isso apenas uma escolha o salvará da morte, tudo vai se transformar na vida de um jovem garoto. A ideia de escrever veio através do incentivo e auxílio de professores em formação com o ensino médio, através de minhas outras histórias que juntas formaram uma grande obra que veio para mostrar uma bela história de amor e reviravoltas da vida de um adolescente que a vida toda acreditava em muitos princípios que o tornaram um ótimo garoto que como alguns já fizeram escolhas que não agradaram a muitos. O público que se destina a obra são os jovens, adolescentes e adultos para que possam se sentir que todos já passaram por situações difíceis que no final com muita batalha tudo foi conquistado.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Sou uma jovem garota, com 22 anos agora com grandes planos, sou de uma cidade chamada Mogi Guaçu que se localiza no interior de São Paulo, desde da geração do primeiro livro soube que não seria apenas o primeiro, foi através dele que pude escolher uma faculdade que eu conseguisse me encaixar e que melhor mostrasse o que eu sei fazer, a escrita se tornou para mim um hábito saudável, algo que é transformador, de modo a transformar minha realidade, fazer da escrita meu porto seguro, a faculdade de Letras me trouxe uma visão melhor do que eu posso fazer ainda mais, tenho em mente um projeto novo, quase finalizado, a demora decorre da correria presente em nossas vidas, pois muita das vezes não conseguimos ter tempo para nós mesmos. O livro é uma fonte do conhecimento, escrever nos liberta e por isso que sempre haverá mais um, o primeiro é só um começo.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Nosso país é cheio de riquezas, de histórias marcadas que constituem nossa nação, porém os escritores são poucos valorizados, as vezes todo esforço, noites mal dormidas criando um melhor personagem para que agrade futuros leitores, trazem dentro de cada um uma mágoa de não ser reconhecido, as vezes demos valor para algo de momento e esquecemos a riqueza que nossa literatura tem dentro de todos os corações, por muitas vezes deixamos um pedaço de nossa alma para que possa compartilhar experiências e modo de vidas que compartilham positivamente e de alguma forma se complementam entre si.
Todos tem o dever de incentivar a leitura, pegue um livro transforme sua vida, transforme a de pessoas, o livro liberta a alma.


Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Depois de todo material pronto fui a procura de uma editora que transparecesse confiança e quando entrei no portal da editora e logo após pedir o orçamento eles já mandaram rapidamente o retorno com toda educação e profissionalismo eles me aceitaram e me auxiliaram, tenho total respeito e carinho por todos que me apoiaram e me encaminharam tanto via online quanto na bienal internacional do livro, pois com tão pouca idade e experiência eles comandaram perfeitamente todos os detalhes para mim para que eu me sentisse confortável e digo se de passagem que eles participaram de uma grande realização na vida de uma garota de 17 anos.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Minha obra deve ser lida, pois se trata de uma leitura para jovens, adolescentes e adultos. Essa obra traz uma mensagem de que mesmo que tudo em sua vida esteja dando errado,se acreditarmos, corrermos atrás e batalharmos conseguiremos o mundo, depois de toda tempestade vem a calmaria e sempre há uma luz que estará te esperando no final do túnel para que ela mostre que temos na vida que batalhar, correr atrás da verdade e de nossa vida e ao decorrer do tempo tudo vai se alinhando, toda vida é uma batalha, todos os dias tempos que lutar pela verdade e pelo o que queremos, e que mesmo que a injustiça te derrube, levante e mostre que venceu, que ganhou a batalha, que todo esforço sempre tem uma recompensa. Espero que todos se apaixonam por Maison e Hanna e que percebam a mensagem que quero passar e que se divirtam e apreciem a leitura, pois é através dela, através das palavras podemos tornar o mundo em um lugar melhor, mais puro, com paz e muita alegria e que vocês nunca parem de sonhar e sempre acreditem em sonhos, pois ele sempre se realiza.

Obrigado pela sua participação.

Um comentário: