segunda-feira, 29 de julho de 2019

Entrevista com Cida Novaes - Autora de: HISTÓRIAS DE NICA

Nome literário de Maria Aparecida Novaes
É natural de São Paulo/Capital. Formada em Serviço Social e Pedagogia, com Especialização em Administração Hospitalar e Gestão de Pessoas em Saúde, pela Faculdade de Saúde Pública da USP. Servidora Pública Estadual. Atua na área de Gestão de Pessoas, Secretaria da Saúde. Entre as áreas, destacam-se os Centros de Convivência Infantil, espaços destinados ao cuidado de filhos/filhas de servidores ou responsáveis legais.


O livro traz como protagonista, uma menina de seis anos, muito esperta e criativa. Tem características próprias, pele cor do chocolate, cabelos crespos e olhos negros. Gosta de brincadeiras ao ar livre, jogos e livros de histórias. Neste livro registra três histórias: "Nica e o monstro da porta prateada" que retrata o medo criado a partir de uma fantasia; "Nica e o doce de leite da Tia Maricota" com uma receita maravilhosa; e "O aniversário de Nica e a borboleta azul" que aborda como tema a diferença.



Olá Maria Aparecida. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
O livro retrata três histórias da protagonista Nica. Uma menina de seis anos, muito esperta e criativa, com pele cor de chocolate, cabelos crespos e olhos negros e brilhantes. Surge da observação do reduzido número de protagonistas negras nas histórias infantis.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Natural de São Paulo/Capital. Formada em Serviço Social e Pedagogia, com Especialização em Administração Hospitalar e Gestão de Pessoas em Saúde, pela Faculdade de Saúde Pública da USP. Servidora Pública Estadual. Na Secretaria da Saúde, atuo na área de Gestão de Pessoas e neste universo, houve possibilidade de desenvolver e gerar conteúdos técnicos.
“Histórias de Nica” foi o primeiro livro infantil, a primeira experiência e, por meio dela foi possível adentrar ainda mais neste mundo, tão presente na minha vida. A avaliação de alguns leitores fundamentalmente crianças, me estimulam a pensar em novos projetos. Um compromisso e engajamento social pela ampliação da representatividade de crianças negras em histórias infantis.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Verdade, a introdução da leitura para as crianças ainda se dá pela escola e por meio delas podem ser estimuladas ou desestimuladas. Quando criança fui estimulada pela minha mãe, a leitura. Escutar as histórias, observar as imagens e posteriormente fazer a própria leitura dos textos, permitiu trabalhar com imaginário e desenvolver a criatividade. Daí a importância de envolver a família neste processo, principalmente no nosso país.
Observa-se um pequeno crescimento no consumo do livro infantil, fundamentalmente por atividades escolares. Espero que seja ampliada a participação da família na aquisição e leitura; e, que também se ampliem os conteúdos de livros infantis com protagonistas de características físicas de Nica.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Por meio de uma pesquisa pela internet com o descritor “melhores empresas para edição de livros infantis”. Ao apresentar e discutir o projeto do livro, com a Editora Chefa do Pingo de Letra, entendi que havia feito à escolha certa.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Porque foi um projeto desenvolvido ao longo de um ano e elaborado com muito cuidado, visando ampliar a representatividade de crianças negras em temas pouco trabalhados na literatura infantil. A mensagem deste livro é o da possibilidade, despertando para a criação de outros contextos históricos. Leiam e se encantem com “Histórias de Nica”.

Obrigado pela sua participação.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário