sábado, 17 de outubro de 2020

Entrevista com Flavia Alice Zogbi - Autora de: CAMINHOS DE ARTE E DE AMOR

Fez duas Faculdades, Psicologia e Letras, também especialista em espanhol. Nos anos noventa escreveu seu primeiro livro, “Vindas Vida Idas”, de autoajuda, filosófico e religioso. Em 2008 sofreu uma grave doença, artrite reumatoide, que a deixou em cadeira de rodas. Em 2016, deixa de dar aulas para dedicar-se totalmente a escrita. Escreveu: “Caminhos de pedra, terra e areia. Caminhos de uma vida”, também em espanhol, onde fez sucesso em Buenos. Refez a obra “Vindas Vida e Idas” com mais conhecimento para ajudar as pessoas. As Antologias: “Silencio das palavras“, “Construtor de amigos” e “Minuto do tempo”. E agora lança o romance “Caminhos de arte e de amor”.

Está é uma historia de transformações e realizações. Um jovem apaixonado pela arte busca seu caminho. Lorenzo enfrenta vários desafios até que consegue um posto de trabalho importante no Museu do Prado em Madri na Espanha. Há situações na nossa vida que não nos acontece por acaso, com o passar do tempo, começam a fazer sentido para nós. Assim aconteceu com Lorenzo que teve problemas amorosos e roubos de mercadorias que o fizeram superar seus medos e tornar-se um verdadeiro adulto. Aventura, romance e suspense vão compor a trama desta historia empolgante. A escritora gosta muito de contar sobre a nossa História, por isso, aparece as Civilizações Pré-Colombianas que possuem um papel fundamental e nos fazem pensar como os colonizadores chegaram nestes lugares e trouxeram para a Europa relíquias Sagradas que conhecemos até hoje.

Olá Flávia. É um prazer contar, novamente, com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
O meu livro “Caminhos de arte e de amor” destina-se ao público jovem e adulto. Eu fui professora de espanhol por muitos anos e estudei muito a cultura de vários países entre eles Espanha e os países da América Latina.
O livro trata-se da história de um jovem que vai trabalhar no Museu do Prado na Espanha. E acontece várias situações na sua vida: romance aventura e uma situação de roubo de obras ou seja policial.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Já plantei várias arvores e quero continuar assim, contos novelas, poemas.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Acho que em parte é o momento que estamos vivendo com essa Pandemia.
As pessoas não saem e muitas livrarias estão fechadas ou trabalhando com horário restrito. Para nós não é nada bom. Faço Lives para falar dos meus livros que é uma ferramenta útil nessa época. E procuro fazer contato com outros países também.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Uma amiga contou-me sobre a Scortecci Editora. Trabalho com ela todos os meus livros. Gosto do profissionalismo deles.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Meus livros sempre passo alguma mensagem. Procuro incentivar as pessoas de várias maneiras. A forma como escrevo, o conteúdo que uso. Como Psicóloga tenho isso como objetivo de vida.

Obrigado pela sua participação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário