domingo, 7 de março de 2021

Entrevista com Emila Kharthu - Autora de: CANDENTE DEVANEIO, ESTRELA FUGAZ

Emila Kharthu
Nome literário de Lúcia Tomie Tukahara Iwassaki
Uma pessoa que gosta de escrever e amenizar as dores bem como exaltar as alegrias do viver.





Candente Devaneio, Estrela Fugaz

Trata-se de livro de poemas do cotidiano.
Comecei a escrever poemas em forma de acróstico e à medida que o tempo foi passando a escrita tornou-se um desabafo. Às vezes escrevo para amenizar o turbilhão que ocorre dentro de mim; em outras, escrevo mirando superar um desafio imposto a mim mesma.





Olá Lucia. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro?
São sensações e desabafos do cotidiano que se derrama do meu cérebro e deságua pela ponta da caneta, aqui pelos teclados desse computador.

Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
Destina-se a todos que ainda querem sonhar.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Falar de mim é um tanto complicado, porque muitas coisas passam por mim aos turbilhões e eu não consigo dominá-los. Mesmo agora tentando escrever, o pensamento é fugaz, porém meus dedos são lentos para acompanhá-los. Não sei se consegui fazer entender.
Sim, o primeiro foi experimentar a realização de um sonho, porém esse é o terceiro. Fui incentivada pela editora do primeiro.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Podemos dizer que é bastante sofrível a vida de escritor. Embora a leitura seja pouco valorizada aqui, sinto um gradativo aumento no interesse pela leitura. Talvez por acreditar e ter fé em um futuro melhor ou simplesmente acreditar que ser feliz só depende de você.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Conheci quando minha antiga editora me permitiu candidatar para divulgar minhas poesias nas Antologias - Memórias e Passagens de um Tempo, Palavras Abraçadas e Impressões Literárias – já publicadas pela Scortecci.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Sim. Porque acredito que poderei ajudar e até ensinar como aprendi a “amansar” os sentimentos que me incomodavam e até estavam me desmoronando. Não sei se vou atingir o objetivo, mas acredito que posso dar condições para manejar a sua própria existência. Tudo aprendemos, basta estarmos abertos e querer aprender.

Obrigado pela sua participação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário