sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Entrevista com Veraiz Souza - Autora com: RETALHOS DE UMA VIDA

Nasceu em Limeira (SP) em 20 de abril de 1948. Seus primeiros estudos foram na Escola Leovegildo Chagas Santos, onde fez o primário. No Colégio Bandeirantes de Educação e no Instituto Castello Branco fez o antigo ginásio e magistério, respectivamente. Na Pontifícia Universidade Católica de Campinas, cursou Biblioteconomia e, na Universidade de Mogi das Cruzes fez Filosofia. Fez ainda vários outros cursos: italiano e inglês; oratória e expressão corporal; teatro, com renomados atores paulistas e na ETE Paula Souza, em Limeira (SP). Trabalhou em algumas peças teatrais, atuando inclusive na direção, e foi laureada com troféus e honra ao mérito. Foi professora do ensino fundamental por longos anos e do ensino técnico profissionalizante em Biblioteconomia. Trabalhou como bibliotecária na Biblioteca Pública Municipal de Limeira por doze anos. Escreve desde os dez anos de idade, tendo recebido alguns prêmios pelos trabalhos apresentados. Atualmente produz poemas, contos, crônicas e reflexões filosóficas, entre outros, mas o que gosta mesmo de escrever são poemas nos quais deixa a imaginação viajar pelo mundo terrestre e universal, criando sonhos, os mais diversos e imagináveis possíveis. Faz parte do grupo de poetas SOLL – Sociedade Literária Limeirense, no qual é presidente desde 2012. A música também faz parte de sua vida a todo o instante. Participa do Coral da Orquestra Sinfônica de Limeira – OSLI. Foi voluntária da ABRAZ – Associação Brasileira dos Doentes de Alzheimer, onde aprendeu como é importante o cuidado com os idosos e doentes com Alzheimer. Retalhos de uma Vida é sua primeira obra solo publicada.

Poemas, poesias, que falam de sonhos vividos ou sonhados durante a vida da escritora até o dia de hoje. De amores reais ou imaginários que viveu a escritora, de forma simples, sem seguir muito a regras e estilos. Levando o leitor a se emocionar e sonhar com a leitura agradável dos textos.
Este livro foi feito para quem sonha e gosta de sonhar. Traz sonhos reais ou sonhos do meu eu consciente construídos em forma de poesia. A inspiração chega de madrugada, quando me encontro comigo mesma e a imaginação flui por momentos vividos ou imaginados e por conversas ou mensagens de meus amigos. Uma música que ouço me propõe vários momentos de inspiração, minha mente viaja por lugares insondáveis e as palavras marcam o papel suavemente. Espero que viajem comigo por este mundo e momentos e tenham uma boa leitura.

Olá Maria Estela. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
Literatura brasileira - Poesias.
Trata-se de um apanhado geral de subscritos, onde ao longo da vida a autora foi escrevendo seus sonhos reais ou imagináveis Amigos e colegas de profissão foram incentivando a autora a colocar em um livro seus subscritos poéticos.
O público alvo é geral, pois as poesias tem em linha geral um conteúdo simples adequando ao leitor de qualquer idade.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
É um sonho que realizo que há muito estava em projeto. Mas espero ser o primeiro de alguns mais. Já tenho material para um segundo, assim que houver oportunidade o editarei.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
O escritor brasileiro iniciante não deve pensar que poderá viver de sua literatura. Deverá ter uma profissão para se sustentar. O brasileiro ainda não tem o hábito de comprar um livro de literatura, mais especificamente de poesias, ele acha que deve sempre ganhar, esquecendo-se que o autor tem um certo gasto para editá-lo.

 Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Através de um poeta Carlos Alberto Fiore o qual já editou vários livros com essa conceituada editora. Fazemos parte de um grupo de poetas SOLL-Sociedade Literária Limeirense, da qual sou presidente desde 2012.
Conseguimos levar vinte poetas numa Antologia e ou obras solo para a BIENAL-2014, editada por essa Editor.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Sim, meu livro merece ser lido, porque é uma obra simples de fácil leitura e um deleite para as horas de lazer de quem gosta de poesias românticas e de fácil entendimento.
Proponho a leitura a quem gosta de sonhar como eu garanto que viajará junto comigo nesses sonhos imagináveis ou reais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário