quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Entrevista com Julio Cesar Gibrail Tannus - Autor de: RAZÃO E EMOÇÃO

Graduado em Engenharia, sua formação profissional inicial se deu na Light Serviços de Eletricidade, onde ingressou em 1966, desenvolvendo-se durante nove anos, até a posição de chefe da divisão de planejamento e controle orçamentário (Rio de Janeiro e São Paulo). Em seguida atuou em empresas dos segmentos de sistemas de transportes. A partir de 1976, iniciou atividades na área de marketing. Desenvolveu a atividade como professor de Ensino Superior. Assumiu a presidência da Sociedade Brasileira de Pesquisa de Mercado por duas vezes e também seu Conselho Deliberativo. Durante sua trajetória profissional teve exposição internacional em conferências, seminários, reuniões de negócio e absorção de novas ferramentas de análise e de conhecimento especializados. Co-autor do livro Teoria e Prática da Pesquisa Aplicada.

A obra reúne percepções, críticas e comentários do autor produzidos ao longo de sua vida pessoal e profissional. Aborda temas relacionados à imprensa, aos serviços públicos, à legislação, à política, às pesquisas eleitorais, etc.
Em outros momentos, o autor fala de sua infância, do banco escolar, da herança literária deixada por sua mãe e pela cidade de Paraty. Recorda ainda o primeiro encontro com a cidade de São Paulo e das pessoas que o sensibilizaram com suas manifestações artísticas.



Olá Julio Cesar. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
Por que o título Razão e Emoção: trata-se de crônicas - RAZÂO é minha percepção decorrente de experiências vividas ao longo dos anos enquanto indivíduo, cidadão paulista e brasileiro. EMOÇÃO, expresso através do poeta, os desejos, a escrita, a leitura. E também lembranças da infância, do banco escolar, da herança literária, da emoção do primeiro encontro com a cidade de São Paulo e outras emoções mais.
A ideia de escrevê-lo foi adquirida ao longo dos anos: desde minhas primeiras leituras feitas de menino até o transcorrer de minhas vivências na vida escolar e profissional.
Quanto ao público-alvo, penso que as razões e emoções expostas no livro podem despertar um interesse amplo na sua leitura.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Sou um leitor cativo. Um dos trechos de meu livro refere-se exatamente a Por que ler e escrever? E cito alguns autores: JORGE LUIS BORGES “sempre imaginei que o paraíso fosse uma espécie de livraria”. JOÃO CABRAL DE MELO NETO “escrever é estar no extremo de si mesmo”.
Sobre meus projetos, sonho, e venho sendo seduzido por esse sonho, em escrever um livro autobiográfico.
Quanto a ser o primeiro livro, na realidade fui co-autor de um livro voltado para a área profissional. Portanto esse livro Razão e Emoção é efetivamente a realização de um sonho.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Respondo a essa pergunta para fraseando Clarice Lispector: Guimarães Rosa me disse uma coisa que jamais esquecerei tão feliz me senti na hora - disse que me lia "não para a literatura, mas para a vida".

 Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Fiquei sabendo e cheguei até a Scortecci Editora através de meus contatos com a Livraria da Vila.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Se você se interessa em saber as razões de quem pensa
Se você se emociona com as emoções vividas por outro
Se você procura uma companhia através da leitura
Se você gosta de novas aventuras através da leitura
Então leia Razão e Emoção.

Obrigado pela sua participação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário