quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Entrevista com Eliana Di Donato Carosini - Autora de: ERVA DANINHA

Nascida em São Paulo – Capital, onde mora até hoje, casada e mãe de três filhos, lança seu sexto livro “Erva Daninha”.
Culpa” foi seu primeiro romance, lançado em 2010.
Na sequência Marolinhas do Pensamento e “Árvore da Minha Vida”, dois livros de crônicas e pensamentos.
Depois, na linha de livros infantis, publicou: “Como a Vida Acontece” e “Doca”.
A autora costuma transferir para o papel todo sentimento que lhe brota na alma.
Agora, como não poderia deixar de ser, este livro também revela muitas de suas emoções.

O objetivo deste livro é alertar os jovens que se sentem perdidos diante de tantas adversidades da vida.
Tanto os momentos bons como os ruins, passam. Eles existem para nos ensinar a desamarrar o emaranhado que se faz muitas vezes no nosso viver.
não vale a pena fugir à realidade. É,com palavras da própria autora
“nada que interfere no modo de agir e pensar é digno de ser consumido”.
Todos os momentos são dignos de serem para ser vividos e enfrentados com raça e coragem, pois cada milésimo de segundo nos é dado para aprendizado. Assim, devemos tirar proveito desses momentos o máximo possível.
Devemos tirar proveito desses momentos o máximo possível.
Os momentos felizes significam que o que planejamos para nossas vidas deu certo.
Os momentos tristes servem para que fiquemos atentos para o aprendizado e o novo crescimento interior.
Olá Eliana. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
Resolvi escrever esse livro quando comecei a ver o sofrimento de muitas mães perdendo seus filhos pelas drogas. Então resolvi deixar uma mensagem para os jovens. Tentando mostrar não só o desperdício da própria vida, mas também destruindo a vida de muitas pessoas que eles amam e respeitam.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Sempre escrevi. Que eu me lembro desde muito nova rabiscava meus pensamentos. Só os mantinha guardados com muito carinho. Foi quando ha alguns anos lembrei que uma professora de português falou em sala de aula: "Toda obra guardada é um tesouro enterrado". Foi ai que resolvi publicar minhas escritas.
Esse é meu sexto livro.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Fico triste com o interesse que é dado ao novo escritor. Temos que ir a luta de livraria em livraria para fazer nossa própria divulgação.
Fazemos nossa tarde de autógrafo e nosso livro fica em destaque por algumas horas. Quando voltamos no dia seguinte, na mesma livraria, o livro já está arquivados em estantes. Eu mesma já comprei livro porque me interessei pelo título. Olhando as orelhas acabo comprando. É uma pena.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Um belo dia abri meus e-mails e lá estava escrito.
Quer lançar seu livro? A Scortecci realiza seu sonho.
Foi mais ou menos assim. Li todo o e-mail e resolvi arriscar.
Com a Scortecci já lancei 5 livros.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Como já disse, minha intenção é sempre deixar uma mensagem quando escrevo. Seja um livro de crônicas, romance ou infantil. Quem sabe um dia minhas palavras serão lidas na hora que alguém mais precise delas.
Eu nunca me importei se o escritor é famoso ou não. O que importa em um livro para mim é sempre as mensagens que ele me trás.

Obrigado pela sua participação.

2 comentários:

  1. ADOREI A ENTREVISTA E LI O LIVRO MUITO BOM RECOMENDO

    ResponderExcluir
  2. Um livro que todos is jovens deveriam ler!!!
    Muito boa a entrevista.

    ResponderExcluir