quinta-feira, 28 de julho de 2016

Entrevista com Marcus Eugênio Oliveira Lima - Co-autor de: IDENTIDADE NACIONAL E REPRESENTAÇÕES DO BRASIL

Marcus Eugênio Oliveira Lima
Graduado em Psicologia pela Universidade Federal da Paraíba (1995), mestre em Psicologia (Psicologia Social) pela Universidade Federal da Paraíba (1997). Doutor em Psicologia Social pelo Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa em 2003 (ISCTE-PT). Atualmente é professor do Departamento e Mestrado de Psicologia da Universidade Federal de Sergipe.

Este livro analisa uma forma identitária peculiar, a identidade nacional, que para muitos autores estaria em desuso ou “fora de moda”, mas que é reconhecida por outros estudiosos como o mais universal valor legítimo da vida política do nosso tempo. Interessa-nos entender como se configuram os fenômenos identitários na realidade brasileira. Os capítulos que compõem este livro buscam uma integração das mais diferentes abordagens teórico-metodológicas e níveis de análise existentes na Psicologia Social e nas ciências sociais de forma geral. Com efeito, os textos da presente coletânea foram escritos por autores da psicologia cognitiva, da análise do discurso, da perspectiva sócio-cognitiva, da psicologia social do desenvolvimento, da abordagem sócio-histórica, dentre outros.



Olá Marcus Eugênio. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
O livro é uma coletânea de textos sobre formas de análise e de intervenção em psicologia social. Reúne pesquisadores do Brasil, Portugal e Espanha que discutem temas como políticas públicas, racismo, moral, identidade. O livro se destina a pesquisadores, alunos e docentes, das ciências sociais e humanas.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Temos publicado uma conjunto de obras sobre psicologia social. A exemplo de Temas e Teoria em psicologia social (2012, 2014), Estereótipos e Preconceito (2004), naturalização das diferenças (2012), e, mais recentemente, identidade nacional e representações do Brasil (2016).

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Não me considero escritor. Sou pesquisador . A escrita para mim é um meio de veiculação das pesquisas e não um fim.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Pela internet.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Merece!
Trata-se de um projeto bem executado de articulação de níveis de análise na pesquisa psicossocial, reúne pesquisadores importantes da área e traz boa cobertura de temas.

Obrigado pela sua participação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário