segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Entrevista com Claudemir Santos - Autor de: FANTASMAS, DEMÔNIOS E LENDÁRIOS

Escritor, Artista, Professor e Pesquisador, Claudemir Santos (1975), nasceu em São Paulo e atua nas Artes como artista (Cênicas, Visuais e Musicais) e Arte Educador. Formado em Artes (FMU), formando em Pedagogia (UNIFESP), atua e dirige espetáculos teatrais, realiza palestras, apresentações, cursos e workshops sobre teatro e contação de história. Teve músicas gravadas pelas bandas G.R.A.Ve e Triz. Atualmente integra a banda Deus Ex Machina (sob o pseudônimo de DarkNey), os grupos teatrais Alucinógeno Dramático e Ansur. É um dos fundadores da Aldeia Satélite Espaço Cultural. “Fantasmas, Demônios e Lendários” é sua primeira publicação oficial.



No primeiro momento, fantasmas descem pelas avenidas, mortos visitam vivos e demônios prestam favores em São Miguel Paulista. Em um segundo momento, o artesão Abantesma, viajante conhecido como Lendário, recebe um cliente noturno que veio buscar uma encomenda. Vão conversar sobre a vida e sobre a morte, até chegarem ao extraordinário. Depois, no final de tudo, Pâmela e suas amigas chegarão a uma cidade perdida no interior, onde lendas e mitos folclóricos afetarão suas vidas para sempre em todas as direções temporais da alma.
“Fantasmas, Demônios e Lendários” é uma trilogia que versa entre o Fantástico e a Cultura Popular. Os três textos que compõe este volume, escritos por Claudemir Santos, apresentam um panorama definitivo sobre este universo. Baseado em pesquisas bibliográficas, viagens, depoimentos e espetáculos teatrais, este pequeno livro reúne um breviário cultural raro, onde a realidade e a fantasia se confundirão em nossos olhos.

Olá Claudemir. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
Meu livro fala sobre causos populares de assombração, lendas e mitos brasileiros.
A primeira parte fala sobre os fantasmas de São Miguel (bairro de São Paulo); a segunda parte é um poema dramático intitulado "Lendário" e, finalizando o livro, uma peça teatral chamada "Mithos: refúgio das lendas".

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Eu tenho muita coisa escrita. Meu projeto é publicar um título a cada dois anos. Tenho uma série chamada "Contos de Belloto", contos mais existencialistas e reais do que o universo do terror, mas também tenho escritos neste estilo.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Vejo como qualquer outra profissão: você pode ter sucesso ou não, mas isto não te torna mais ou menos escritor. Você pode ser um excelente mecânico trabalhando em seu bairro ou um péssimo mecânico contratado pela Ford. Ambos serão o que são. Sempre.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
O escritor Escobar Franelas tem duas obras lançadas pela editora. Achei interessante seguir os passos certeiros do meu amigo poeta.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Para quem gosta do universo do terror e do medo, das assombrações e do sobrenatural, é um ótimo livro. Mas as pessoas que admiram cultura brasileira e a valorização dela, também é um bom livro. Sou suspeito em dizer, mas é um livro humano e sadio. As pessoas que compram leem e adoram o pequeno volume.

Obrigado pela sua participação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário