terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Entrevista com Chaguinha do Biá - Autor de: ALTER DO CHÃO – SANTARÉM-PARÁ

Conhecido como Chaguinha do Biá, é professor, poeta popular, ornitófilo, ilustrador e fotógrafo, nascido no seringal Vitória, em Lábrea, no dia 15/07/1957. Veio para a cidade aonde conviveu com amigos de infância até a idade de 19 anos na Rua 14 de maio nº 2.500. Filho de Franklin Teixeira de Souza (conhecido como Biá) e Maria Bezerra de Souza (conhecida como Polônia).

Fez o ABC em 1964, na Escolinha Getúlio Vargas, 1ª série no Grupo Escolar Humberto de Campos, 2ª e 3ª séries no Grupo Escolar Maria Madalena, 4ª série no Grupo Escolar Danilo de Mattos Areosa, Admissão ao Ginásio no Educandário Santa Rita e 5ª a 8ª séries na Escola de 1º Grau Santo Agostinho. 

Ingressou na Universidade Federal do Amazonas, no Curso de Pedagogia da Faculdade de Educação e fez Pós-Graduação em Especialização e Gestão da Educação. 

Trabalhou como professor nas Escolas Dona Ester, Emanuel Rebelo, Paulo Pinto Nery. E na escola Maria Auxiliadora Santos Azevedo, como Auxiliar de Biblioteca e secretario na Escola Municipal Rubem da Silva Peixoto. 

Foi diretor das Escolas Nossa Senhora do Rosário e Jorge Amado. 

Ganhou o prêmio de literatura em poesia do PROARTE da Secretaria de Cultura do Amazonas. 
A sua carreira começou aos 55 anos de idade, no ano de 2012. Com a publicação do seu 1º livro intitulado de Coletânea Amazônia Verde. 
Hoje dedica o seu tempo vago no trabalho de escritor nos temas da nossa Amazônia.


Aqui apresentado aos amigos leitores, é uma obra que faz parte do Poeta Amazônida Chaguinha do Biá, que pretende não só contribuir para uma nova visão, como também criar leitores cada vez mais engajados com a causa do nosso meio ambiente Amazônico.
Foi dessa maneira, pensando nos milhões de leitores inteligentes, que elaborei estes textos que acabaram fazendo partes complementares deste livro, servindo de apoio às ações que envolvam o processo de ensino-aprendizagem no ambiente escolar.
Os textos apresentada nesta pequena obra pretende estimular os leitores a descobrirem na leitura as belezas que nos rodeiam e permite a vida no planeta terra cada vez mais humanitária, e nele cada ser vivente desempenha um papel de sua maior importância na sociedade.
Entretanto, não se devem esquecer de que a sua função primordial desta obra é despertar no leitor o interesse pela leitura. E para que esse interesse se estenda na sua vida inteira, é preciso que o mesmo reconheça no momento da leitura uma forma de adquirir novos conhecimentos.
Espera-se que esta simples e pequena obra elaborada com muito amor, venha de forma muitíssimo agradável contribuir com os leitores de todas as classes da nossa sociedade, procurando na leitura os desvendamentos dos segredos da nossa imensa e cobiçada região Amazônica, por meio do fantástico mundo da leitura.

Olá Francisco. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
O livro trata das belezas de Alter do Chão.
A ideia de escrever surgiu quando eu estive em Alter do Chão.
Destina-se ao público que ama a preservação da Amazônia.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Eu sou professor e filho da cidade de Lábrea-Am.
Eu pretendo continuar escrevendo as belezas da Amazônia.
Eu já estou no 54º livro publicado pela Scortecci.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Para ser escritor no Brasil, só tendo muita perseverança.
Pois as pessoas não tem o hábito da leitura.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Eu cheguei até a Scortecci, através de um amigo que já tinha publicado um livro pela Editora.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Sim, porque eu descrevo as aventuras da Amazônia. Espero que esta simples e pequena obra elaborada com muito amor, venha de forma muitíssimo agradável contribuir com os leitores de todas as classes da nossa sociedade.

Obrigado pela sua participação.

Outras obras:
 
 
 
 


Um comentário: