domingo, 15 de janeiro de 2017

Entrevista com Cícera Sousa - Autora de: O MUNDO BÁRBARO DE BÁRBARA - A DOR DE PEDRO

Nasceu e mora, na cidade de Cruzeiro do Sul, no noroeste do estado Paraná. É irmã, de oito irmãos, três mulheres e cinco homens. Solteira, mora com a mãe e dois irmãos, o pai é falecido. Cícera Sousa também é artista e já participou de exposição de seus belos quadros os quais pinta de modo intuitivo, por tratar-se de uma autodidata.
Começou a escrever a partir de um sonho que teve. Viu anjos descendo do céu, bem onde ela estava. Ficou tão contente ao ver tantos anjos que sorrindo perguntou quem eram eles. Um deles disse que era o que ela foi, e que ela voltaria a ser o que eles eram. Ela não entendeu nada do que ele estava falando, achou que ele ia levar-la embora, que ia morrer. Passado o primeiro impacto tomou coragem e perguntou qual era a missão deles para com ela. Respondeu o anjo: – antes de você voltar a ser o que nos somos e a que você já foi, Deus nos enviou para trazer para você uma nova missão que será realizada através de uma de suas aptidões. Eufórica perguntou a ele: _ Mas o que é? _ mas ele não me disse nada. Cícera acordou assustada. Ficou imaginando, o seria este dom? Qual seria esta missão? Ficou tentando interpretar o sonho que teve. O que será que Deus ia mandar a ela? Começou a escrever. O dias foram passando e ela se deu conta que estava escrevendo o livro: O mundo bárbaro de Barbara. Foi ai que se lembrou do sonho e se percebeu qual era a sua missão.
A vida é mesmo um mistério. Hoje ela está lançando seu segundo livro: O mundo Barbara de Barbara a dor de Pedro, uma continuação do primeiro.

A dor de Pedro, continuidade de O mundo bárbaro de Bárbara,  traz um enfoque no qual o protagonista da história, o jovem Pedro, luta permanentemente para conviver com o sentimento de perda. A dor da perda é mais forte que a vontade de viver, mesclada de momentos de  lucidez efêmera. Esse sentimento incrustado se constrói de forma que a dor implacável desassossega a alma marcada pela dor. A autora registra o sofrimento motivado pelo sentimento dorido da perda, tão intensa, que a razão é sugada pela emoção que definha e, muitas vezes, animaliza o humano do protagonista. Uma dor que cega a sua alma ávida por vingança. Este sentimento é a motricidade para sua existência que, de alucinada à complacência espiritual, por interferências etéreas, consolida a essência da verdadeira fé e não se perde pelo caminho da existência, sob o ápice da relação humana com o divino.

Olá Cícera. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
A parte dois do livro O mundo Barbara de Barbara, trata da dor da perda e o difícil poder de perdoar. A ideia surgiu depois que uma leitora me pediu para fazer a parte dois do livro, O mundo bárbaro de Barbara. O livro é uma obra aberta a todo o público que gosta de uma boa leitura.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Eu nunca imaginei lançar nem o primeiro livro, e já fui para o segundo, que para mim é uma vitoria. O meu projeto, se Deus me ajudar, é não parar mais, quero escrever até quando der. Eu acho que cada projeto é diferente, filhos, árvore e só trabalhar.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Não é fácil ser escritor no Brasil, mas é gratificante mesmo com toda dificuldade. Estou seguindo em frente, espero que os Brasileiros descubram com é bom viajar sobre as histórias de um bom livro.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Foi através do professor, Adelmo Silva.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Qual é o escritor que não deseja que sua obra seja lida? E eu não sou diferente. O meu livro merece ser lido, por que eu escrevo com amor. Quando imagino as pessoas lendo e se deliciando com cada capitulo e com seus corações acelerados, fico feliz, por que eu escrevo para eles. Eu desejo a cada leitor uma ótima leitura. E que Deus nos abençoe. É isso e obrigada.

Obrigado pela sua participação.

2 comentários:

  1. Cicera Sousa é um talento da qual tenho muita admiração.
    Contribui com a revisão do seu primeiro livro do qual também fiz consultoria. Parabéns. Muito feliz por você,Cícera.

    ResponderExcluir
  2. Dia 10 de março será a nova noite de autógrafos.
    A venda no site Asabeca.com.

    ResponderExcluir