segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Entrevista com Afonso Celso Brandão de Sá - Autor de: AMELINHA E A BRUXA MALVADA



Nascido em uma tarde de outubro em Morros/MA, é compositor e escreve romances, tendo quatro já publicados, contos e estórias infantis. Amelinha e a Bruxa Malvada é o primeiro livro da série Era uma vez....









Amelinha era uma menininha que vivia em um bosque com sua família. A sua mãe sempre lhe dizia para não ir muito longe no bosque porque era perigoso. Amelinha sabia disso mas, um dia, persuadida por uma esperta raposa, a menina desobedeceu a sua mãe. Finalmente, apareceu um guarda florestal que salvou a menina que prometeu nunca mais desobedecer a sua mãezinha.
Nesta história infantil, Amelinha não obedece à mãe e leva um susto. Este livro, bastante criativo, proporciona uma gostosa leitura que promove a interação do leitor com um texto bem estruturado e agradáveis ilustrações que auxiliam na apresentação do tema, a desobediência, permitindo que a mensagem seja transmitida de forma divertida.


Olá Afonso Celso. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
O livro Amelinha e a bruxa malvada trata do salutar relacionamento entre mãe e filha e do fortalecimento dos laços de família. Ensina o valor dos conselhos maternos e a importância de as crianças obedecerem às suas mães. A ideia de escrevê-lo ocorreu quando do nascimento de minha neta Maria a quem dediquei a obra. Destina-se a crianças de até seis anos de idade.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Este é o meu primeiro projeto na área infantil pois também escrevo romances e contos. Pretendo publicar muitos outros e o próximo será AS CORES DO ARCO-ÍRIS. Não se trata apenas do sonho de escrever um livro pois, com quatro romances publicados e um livro de contos pretendo dar continuidade à minha carreira de escritor.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
De fato, a vida de um escritor no Brasil não é fácil pois os nossos governantes não tem valorizado a educação. Repouso minhas esperanças nos educadores pois creio que estes podem ainda despertar o interesse pela leitura nas nossas crianças e jovens.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Buscava uma editora e, após uma consulta à Scortecci Editora, recebi uma proposta que considerei justa e oportuna. Estou satisfeito com o resultado.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
O meu livro merece ser lido pela mensagem de um convívio familiar feliz e harmonioso, fato, infelizmente, cada vez mais raro em nossa sociedade. Aos meus leitores deixo um agradecimento pela prestigiosa atenção que tem dedicado às minhas obras.

Obrigado pela sua participação.



Um comentário:

  1. Estou muito feliz com a parceria com a Scortecci Editora e agradeço a oportunidade de publicação dessa entrevista.
    Um forte abraço a todos.
    Afonso Celso.

    ResponderExcluir