domingo, 10 de novembro de 2019

Entrevista com Adelisa Maria Albergaria Pereira Silva - Autora de: UMA HISTÓRIA DE AMOR ESCRITA POR DEUS...

54 anos, é natural de Campinas/SP. Pedagoga por formação, bancária por profissão e escritora por vocação, também escreve crônicas de seu cotidiano desde julho de 2010 em seu blog: O que realmente importa... Em agosto de 2013, lançou seu primeiro livro O que realmente importa..., pela Editora Multifoco, coletânea de crônicas do seu blog pessoal. Em julho de 2015, lançou seu segundo livro, O que realmente importa... – Vol. 2, pela Editora Chiado, com lançamento simultâneo no Brasil e em Portugal. Em agosto de 2016, participou da coletânea de crônicas Meu Pai foi ferroviário – Vol. 8. Em setembro de 2016, estreou na Bienal Internacional do Livro de São Paulo a convite da Editora Chiado, com o livro O que realmente importa... – Vol. 2. Em junho de 2017, seu segundo livro, O que realmente importa... – Vol. 2 – Editora Chiado, foi exposto na Feira do Livro de Lisboa. Em agosto de 2018, participou pela segunda vez, da Bienal Internacional do Livro de São Paulo a convite da Chiado Grupo Editorial, com o livro O que realmente importa... – Vol. 2. Atualmente continua escrevendo em seu blog. Além da escrita, também gosta de fotografar em todas as oportunidades que tem! Uma curiosidade: as capas dos dois livros são fotos de sua autoria.

É uma história verídica, contada com muito amor para os pequeninos! O tema “adoção” precisa deixar de ser mais um tabu e, por isso, deve ser abordado com as crianças. Afinal, elas devem saber que a criança que nasce do coração de um pai e de uma mãe é tão amada e importante quanto as que nascem do ventre. Para derrubar os preconceitos que ainda existem sobre o assunto, é necessário desmistificá-lo! A adoção é uma bênção e um privilégio para ambas as partes!



Olá Adelisa. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
O tema do meu livro é a “Adoção”. Uma história verídica de adoção (a história da chegada do meu filho mais novo), contada para as crianças.
Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?Desde que lancei meu primeiro livro, sempre pensei em lançar um livro infantil sobre adoção, que é um tema pouco “trabalhado” com as crianças.
Com o intuito de auxiliar os pais à abordar o assunto com seus filhos - de uma maneira natural e descomplicada.
O público à que se destina meu trabalho são as crianças. E já tive retorno, com a graça de Deus!
Um pai que acabou de entrar na fila do CNA (Cadastro Nacional de Adoção) adquiriu o meu livro na semana passada, para que quando seu filho(a) chegar, ele já o tenha em mãos, e possa abordar o assunto com ele(a).
Um outro leitor de 5 anos, leu o meu livro e disse à sua mãe:
- Olha mamãe: foi igual você e o papai!
Fiquei emocionada e feliz em saber! É exatamente essa sensação de pertencimento e amor, que quero passar para as crianças!
As crianças devem saber, que uma criança que nasce no coração de um pai e de uma mãe, é tão importante e tão amada, como qualquer outra!

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Escrevo crônicas do meu cotidiano desde julho de 2010 em meu blog: O que realmente importa...  Sou autora de dois livros (coletâneas de crônicas do blog): O que realmente importa... (2013)/Editora Multifoco; e O que realmente importa... – Volume 2 (2015 – Brasil/Portugal)/Chiado Books.
Participei em 2016 e 2018   da Bienal Internacional do Livro de São Paulo, à convite da Chiado Books, com meu O que realmente importa... – Volume 2.
É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Não é meu primeiro livro. É mais um sonho realizado, com a graça de Deus! E agradeço também a editora Scortecci, que tornou o meu projeto viável, e ajudou-me a realizar esse sonho!  Mas não é apenas o sonho “de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um livro” ...
Escrever já faz parte de mim!  Então, tenho a ânsia de escrever, e mais alguns projetos em mente!

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
É um tanto árdua!
No Brasil, é quase impossível viver apenas da escrita. A não ser, que seja um “best seller” ... Também, uma missão quase impossível!
Outro dia vi um comparativo na internet, dos livros com relação a outros serviços.
As pessoas não acham caro pagar R$ 50,00 numa bijuteria, numa pizza, numa manicure; ou muito mais, com outros serviços, num salão de beleza.  Mas acham caro pagar R$ 30,00/R$ 35,00 num livro, que é um bem durável! E muitos, de valor inestimável!
Não imaginam o trabalho que dá escrever/editar um livro!
Seria muito bom, se houvessem projetos de incentivo à leitura, nas escolas.  E os escritores fossem mais valorizados!
Infelizmente, é bem difícil ser escritor no Brasil!

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Através de uma amiga, que já tem livros publicados com essa editora, e me deu boas referências.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Sim.
Porque o tema “adoção” precisa deixar de ser mais um tabu e, por isso, deve ser abordado com as crianças. Afinal, elas devem saber que a criança que nasce do coração de um pai e de uma mãe é tão amada e importante quanto às que nascem do ventre. Para derrubar os preconceitos que ainda existem sobre o assunto, é necessário desmistificá-lo!
Alguma mensagem especial para seus leitores?
Espero que gostem do meu livro!
E que ele possa ajudar os pais à abordarem o assunto com seu filhos, de uma maneira natural e sem preconceitos!
A adoção é uma bênção e um privilégio para ambas as partes!
Para ter filhos:  é necessário apenas, que haja Amor...Só Amor!
Eu Amo ser mãe do coração!

Obrigado pela sua participação.

4 comentários:

  1. Abraço Adelisa, sucesso.
    Show de entrevista, adorei.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, meu amigo! Fico feliz que tenha gostado!
      Amém!!

      Excluir
  2. Conte e reconte sempre sua história que com certeza vai ajudar a muitos candidatos pais adotivos a sentirem confiança em entregar suas vidas aos desígnios do Criador, e assim acabarem encontrando aquela vida que se inicia, e mesmo às vezes sem saber está ansiosamente à espera deles.
    Se sequer sabemos o dia de amanhã, que dizer do futuro distante!!!!!! Nesta vida tudo passa, mas a palavra impressa é duradoura como um pensamento ou sentimento que se materializa . Quando num instante qualquer do futuro, alguém topar com seu trabalho e nele se inspirar a concretizar uma adoção, mesmo que isso aconteça uma única vez , terá recuperado uma vida incerta para o caminho de uma família, e apenas por esta vez todo seu trabalho terá valido a pena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ô...Túlio! Obrigada por suas palavras, tão lindas!🙏 Vão de encontro ao que eu almejo com meu trabalho!
      E é verdade: ainda que seja por uma única vez, terá válido a pena!🙏💖

      Excluir