terça-feira, 3 de março de 2020

Entrevista com Carlos Sodré Silva de Abreu - Autor de: NÃO É SONHO, VOCÊ ESTAVA FORA DO CORPO

Carlos Sodré Silva de Abreu
É pesquisador independente do fenômeno da viagem astral, também conhecido como desdobramento ou projeção da consciência. Já proferiu palestras sobre o tema. Se auto-intitula pesquisador universalista ante a complexidade de fatores que são elencado para estudos da consciência fora do corpo e do meio ambiente extrafísico.





Não é Sonho, Você estava fora do corpo
Este livro traz relatos de algumas viagens astrais do autor, junto a uma pequena pesquisa sobre o assunto nos livros do autor André Luiz, para tentar demonstrar o caráter natural do fenômeno e a sua importância pelo fato de se tratar de uma forma de interação com outras dimensões da consciência. Assume-se aqui que todos realizamos viagens astrais, a maioria inconsciente. Entretanto, este fenômeno pode se transformar em uma oportunidade ímpar para uma melhor percepção de nossa consciência nesta e em outras dimensões da realidade.



Olá Carlos. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
O livro o fenômeno da experiência lúcida da consciência fora do corpo, também conhecida como viagem astral.
A ideia de escrever sobre o tema vem da pouca literatura específica sobre o tema, apesar de uma maior divulgação de experiências de diversas pessoas com o crescimento da internet.
A obra se destina a qualquer pessoa que queira entender ou mesmo ter a experiência de despertar a consciência fora do corpo.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Este é o meu segundo livro. Como sou formado em letras, também produzo na área da linguagem. Meu primeiro livro foi a publicação da minha dissertação de mestrado sobre um fenômeno de coesão textual denominado encapsulamento, publicado pela Scortecci em 2017.
Pretendo continuar produzindo tanto na área da linguagem como na área da consciência.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Entendo que o livro é um empreendimento e quem se interessa pela área autoral tem que saber administrar tempo para trabalhar não só a produção como também a divulgação do livro por meio de palestras e mídias sociais.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Conheci a Scortecci pela Internet depois de pesquisar algumas outras editoras.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Acho que qualquer pessoa que acordou de um sonho impactado por algum tipo de sensação que não conseguiu explicar ou mesmo qualquer pessoa que nunca se lembre do que acontece nos seus sonhos deveria ler este livro como outros sobre viagem astral.
Para mim, o despertar da consciência fora do corpo é um acontecimento natural e precisa ser divulgado para fomentar mais estudos.

Obrigado pela sua participação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário